Larry Fink é destaque ESG na Expert 2021: conheça a história do cofundador da BlackRock

Uma das maiores gestoras de recursos do mundo é a BlackRock. O personagem por trás da gestora é Larry Fink, autor das famosas cartas que são referência para investidores e empresas de todo o mundo.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Uma das maiores gestoras de recursos do mundo é a BlackRock. São mais de US$ 9 trilhões sob gestão no 1T21, um número tão impressionante que equivale a cerca de seis vezes o PIB do Brasil. O personagem por trás da BlackRock é Larry Fink, cofundador da gestora, atual CEO e autor das famosas cartas que são referência para investidores e empresas de todo o mundo.

Além de extremamente respeitado pelo seu trabalho no mercado financeiro, também é um dos principais nomes que defende a incorporação dos fatores ESG (Environmental, Social and Governance) na avaliação de empresas e ativos.

Se você ainda não tem conta na XP, abra a sua aqui.

O bilionário, que é um dos pioneiros em investimentos sustentáveis no mundo, estará na Expert 2021  e participará do painel sobre diversificação internacional do portfólio no dia 24 de agosto de 2021. Confira abaixo a história de um dos mais renomados gestores de investimento.

Trajetória e vida pessoal de Larry Fink

Larry Fink nasceu em Los Angeles, na década de 50. De família judia, seu pai era comerciante de calçados e sua mãe professora de inglês, sempre foi subestimado, com seu irmão Steve se destacando nos estudos, contou em entrevista à Fortune.

Assim, começou trabalhando na loja do seu pai antes de entrar na Universidade da Califórnia em Los Angeles. (UCLA), onde formou-se em Ciência Política. Fink tem MBA em mercado imobiliário pela  UCLA Anderson Graduate School of Management .

Em 1976, entrou no programa de trainee no banco de investimento First Boston.

Em Wall Street, chamou a atenção rapidamente, crescendo dentro da empresa até chefiar o departamento que cuidava dos contratos hipotecários do banco. Passou a integrar o conselho de gerência e expandiu os serviços imobiliários do First Boston, trazendo cerca de US$1 bilhão de investimentos para o portfólio gerido pela empresa.

Sua trajetória parecia tranquila até que alguns erros de projeção e otimismo elevado levaram a equipe de Fink perder cerca de US$ 100 milhões, em 1986, quando aos 31 anos, era o mais jovem do alto escalão do banco.

Sua reputação promissora caiu e começou a cair em ostracismo dentro do ambiente de Wall Street. Até hoje ele nega ser demitido, mas é inegável que sua trajetória já estava para acabar quando em 1988, saiu do First Boston.

O nascimento do colosso BlackRock

Em baixa no mercado financeiro, fundou a BlackRock junto de alguns parceiros, como um braço da Blackstone que estaria focado na negociação de títulos de dívida pública. Em 5 anos, o grupo de Fink já acumulava US$ 20 bilhões em gestão, quando em 1993 decidiram separar-se da Blackstone, nascendo oficialmente a BlackRock nos moldes de hoje.

Em crescimento exponencial, abriu capital em 1999 e logo na sequência comprou a State Street Research & Management por US$ 375 milhões.

A década de 2000 marcou mais importantes compras, comprando o fundo Quellos em parceria com o Merrill Lynch. Sua aquisição mais famosa, no entanto, seria a da gestora do Barclays, em 2007.

Nesse momento, a BlackRock era famosa pela amplitude e eficiência do seu sistema de avaliação e gestão de risco. Eram mais de 5 mil computadores e uma ampla equipe de matemático, programadores e analistas que funcionava 24 horas por dia.

Essa operação gigantesca chegaria a se a BlackRock Solutions, que fornecia soluções de gestão até para o governo americano no momento mais complicado da crise de 2008. Fink então consolidaria sua retomada e liderança no mercado financeiro em 2018, com a premiação do ABANA Achievments e sendo eleito o 28º mais poderoso do mundo pela Forbes. Em paralelo, a BlackRock se tornara a maior gestora do mundo, com mais de US$ 9 trilhões em gerência.

Larry Fink

CEO e cofundador da Black Rock

Painel: Passaporte para seu portfólio: A diversificação internacional sob a ótica de Larry Fink

Quando: 24/08, às 18h

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.