XP Expert

Expert 2020 | Magic Johnson: Da glória nas quadras ao exemplo de liderança nos negócios

O astro da NBA, que se tornou CEO de um bilionário conglomerado de empresas, revelará na Expert 2020 a mágica que trouxe da experiência no basquete profissional para os negócios

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Seja nas quadras ou em uma transação de negócios, sua estrela sempre brilhou. As pirotecnias de Magic Johnson com a bola de basquete deram lugar a um exemplar modus operandi nos investimentos. Não à toa, o astro da NBA, que se tornou CEO de um bilionário conglomerado de empresas , revelará na Expert 2020 a mágica que trouxe da experiência no basquete profissional para os negócios.

Acesse a página do evento Jornada do Investidor

A ambiciosa estrela de Magic Johnson

Earvin Johnson nasceu em 1959, na cidade de Lansing, capital de Michigan (EUA) e o seu apelido só viria a ser conhecido mais para frente. Johnson era um jovem trabalhador que tinha a ambição de ser CEO e um homem de negócios, antes mesmo de virar um grande jogador de basquete.

Em uma entrevista à renomada revista norte-americana Sports Illustrated, Johnson conta que, aos 13 anos, virou zelador de um prédio de dois empresários da região que ele admirava. Na época, quando se deparou com o andar e a sala do CEO da empresa nem hesitou em entrar e se portar, de forma fantasiosa, como o chefão de tudo.

“Eu me sentava em uma daquelas cadeiras grandes e colocava meus pés em cima da mesa e começava a dar ordens à minha equipe: ‘faça isso, faça aquilo’.”

Magic Johnson, em entrevista à Sport Illustrated

Mas esse sonho ainda estava um pouco distante. Primeiro, veio o destaque esportivo no colégio e um apelido que mudaria para sempre sua vida.

A magia nas quadras

Fã de basquete desde pequeno, Johnson se firmou na Everett High School como um prodígio no esporte. Quando tinha apenas 15 anos, recebeu a alcunha pela qual é conhecido até hoje ao fazer em quadra 36 pontos, 16 rebotes e 16 assistências, o seu primeiro triple-double (quando um jogador passa de dois dígitos nesses três quesitos em uma partida).

Um repórter esportivo que acompanhava a partida disse a Johnson: “Alguns te chamam de ‘Dr. J’, outros ‘Big E’. Eu te dou o apelido de ‘Magic’ “. E, desde então, o apelido ficou. Dos braços de Magic Johnson saíam os passes mais incríveis e mirabolantes, combinados a uma agilidade ímpar para quem mede 2,06 metros.

Com a pompa de um talentoso jogo desde cedo, foi a hora de brilhar nas quadras na universidade, no Michigan State, time da Universidade Estadual de Michigan. Quando estava no segundo ano da faculdade, em 1979, Magic Johnson travou aquela que seria a primeira batalha com Larry Bird – considerada a maior rivalidade da história do basquete mundial. Magic conseguiu a vitrine perfeita para a NBA ao ser o pivô da conquista, naquele ano, do título universitário dos Estados Unidos em cima do Indiana State, de Bird.

Foi a deixa para, finalmente, um de seus sonhos se realizar: o estrelato na NBA, a maior liga de basquete do mundo. Ainda em 1979 ele foi escolhido no draft – uma espécie de peneira profissional – pelo Los Angeles Lakers, onde passaria seus próximos anos gloriosos como ídolo e multicampeão.

Em L.A, cidade conhecida pelos estúdios de cinema e reduto de artistas, virou lenda rapidamente. Logo no primeiro ano como estreante, com apenas 20 anos, foi um dos responsáveis por levar os Lakers ao título da NBA, em 1980, depois de oito anos do último título. Na final contra o Philadelphia 76ers, seu desempenho foi tão “mágico” que acabou sendo eleito o melhor jogador da partida, alcançando o recorde de primeiro estreante a conseguir o Most Valuable Player (MVP) Final Award.

A década de 1980 foi uma das mais vitoriosas dos Lakers graças a Magic Johnson, peça essencial no time. Com a imortal camisa 32, chegou a oito finais da NBA, conquistando cinco delas (1980, 1982, 1985, 1987 e 1988) e três vezes foi eleito o MVP da temporada (1987, 1989 e 1990).

Acesse a página do evento Jornada do Investidor

O anúncio que chocou o mundo

Em novembro de 1991, quando ainda era um dos principais jogadores do mundo, Magic Johnson anunciou em coletiva de imprensa o teste positivo para HIV. Consequentemente, Magic se retirou do basquete temporariamente para se cuidar. Na época, a doença era levada com bastante preconceito por não haver tanta informação ao grande público.

No entanto, o caso icônico de Magic Johnson e a forma como ele lidou com a doença, financiando projetos e virando um ativista da causa, ajudaram a despertar na comunidade científica uma solução para maior qualidade de vida a soropositivos, desenvolvendo medicamentos que ajudassem a fortalecer o sistema imunológico e a neutralizar em maior grau os efeitos da enfermidade.

Sua luta na disseminação de informação sobre o HIV e no combate à doença é importante até hoje. Inclusive, no mesmo ano em que contraiu a doença, em 1991, criou a Magic Foundation, uma ONG humanitária para ajudar comunidade carentes e, também, como uma das prioridades o auxílio a quem contraiu HIV.

Carreira de sucesso nos negócios: o outro lado da moeda

A fantasia daquele menino de 13 anos de se tornar um CEO, algo que parecia tão distante, foi além do que ele imaginava. Magic Johnson conseguiu, como poucos esportistas, se transformar em um homem de negócios respeitado por sua liderança, capacidade de fazer negócios e por se diferenciar de colegas que caem em tentação das cifras milionárias e se veem na casa dos 60 anos (idade atual de Magic Johnson) no ostracismo e sem dinheiro.

Depois de se aposentar das quadras, no começo da década de 1990, comprou 4,5% dos Lakers por 10 milhões de dólares (em 2010, vendeu por cerca de 27 milhões de dólares).

Em 1995, começou a investir no ramo do entretenimento, abrindo a sua própria cadeia de cinemas, que fez bastante sucesso nos Estados Unidos. Três anos depois, faz uma parceria com o Starbucks para levar a famosa rede de cafeterias para as periferias norte-americanas.

Ao convencer o então CEO do Starbucks, Howard Schultz, Magic Johnson adquiriu ao menos 125 franquias espalhadas pelos Estados Unidos e que eram chamadas de Urban Coffe Opportunities (UCOs). Em 2010, o Starbucks comprou a parte de Magic no negócio.

Nos anos seguintes, Johnson voltou seus negócios ao esporte novamente ao adquirir o time de beisebol Los Angeles Dodgers, em 2012, o time de futebol Los Angeles Footbal Club e o time de basquete feminino Los Angeles Sparks, ambos em 2014. E em 2017 volta ao Los Angeles Lakers para virar o CEO da equipe que o consagrou na carreira como jogador, permanecendo no cargo até 2019.

Hoje, Magic Johnson continua como CEO da Magic Johnson Enterprises, que tem valor de mercado acima de R$ 1 bilhão, com diversas empresas de vários setores em seu portfólio de investimentos e aquisições. O ídolo de gerações de fãs de basquete é também um exemplo de empreendedorismo e de diversificação de investimentos, palestrando Estados Unidos afora e contando sua história de sucesso ao conquistar, magicamente, seus sonhos.

Acesse a página do evento Jornada do Investidor

Magic Johnson na Expert 2020

Para a Expert 2020, já estão confirmados mais de 70 nomes, além de Magic Johnson, como Tony BlairAswaht DamodaranMalala YousafzaiDan ArielyEsther Ruflo, além de Ray Dalio, Howard Marks e Nassim Taleb —  reconhecidos mundialmente no mercado financeiro — e o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Magic Johnson

Astro da NBA e CEO da Magic Johnson Enterprises

Palestra: A Magia de Vencer

Quando: 17 de julho, das 18h às 19h

Inscreva-se na Expert 2020

Quando: entre 14 e 18 de julho

Onde: Plataforma HUB Expert, Linkedin, Instagram, YouTube, Twitter e https://expert.xpi.com.br

Mais informações e programação completa do evento: https://eventoexpert.xpi.com.br/

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.