Value investing: conheça essa estratégia de investimento em ações

Value investing é uma estratégia de investimento que aposta no potencial de valor das empresas a longo prazo, e não em seu preço de mercado atual, nem seu volume de transações na bolsa.  Em resumo, quem aplica o conceito de value investing não “segue a manada”. O investidor de valor procura investir em empresas das […]


Compartilhar:


Value investing é uma estratégia de investimento que aposta no potencial de valor das empresas a longo prazo, e não em seu preço de mercado atual, nem seu volume de transações na bolsa.

 Em resumo, quem aplica o conceito de value investing não “segue a manada”. O investidor de valor procura investir em empresas das quais ele gosta e confia.

O investidor passa a fazer parte daquele negócio, investindo e lucrando com o seu crescimento.

Quando utilizado da forma correta, o value investing entrega resultados superiores, quando comparado à outras estratégias.

Não é à toa que investidores com maior capital sejam adeptos dessa prática.

Se você quer conhecer um pouco mais sobre a bolsa de valores e o mercado de ações, recomendamos a leitura destes artigos:

Para conhecer essa estratégia, que aposta em investimentos a longo prazo e com alto potencial de rentabilidade, continue sua leitura.

Value investing é uma estratégia mais fácil ser aplicada do que parece. Vamos te explicar tudo sobre ela.

Neste artigo, você vai entender:

  • O que é value investing
  • Como funciona o value investing em ações
  • Como calcular
  • 6 livros sobre value investing
  • Diferença entre value investing e position trade
  • Grandes investidores que utilizam a estratégia
  • Riscos de fazer value investing

Boa leitura!

O que é value investing

Value investing é uma estratégia de investimento que aposta na compra de ações depreciadas.

Value investing é uma estratégia de investimento que considera o valor potencial de uma empresa, e não o valor apresentado pelo mercado financeiro.

Investidores de value investing compram ações de empresas que eles consideram estar abaixo do preço, mas que a longo prazo possam valorizar.

Essa análise é individual e pode variar de acordo com a interpretação de cada pessoa.

Desse modo, caso o investidor esteja correto, o valor das ações dessa empresa pode valorizar substancialmente.

É por isso que investidores de valor apostam em estratégias de buy and hold. Ou seja: eles compram papéis na bolsa de valores, mas sem o intuito de revendê-los. Pelo menos não em um prazo já estipulado.

Eles mantêm esses papéis consigo, pelo tempo necessário, aguardando a valorização dessas ações.

Significado de value investing

Se traduzido literalmente, value investing seria “investimento em valor”.

O conceito do termo é exatamente isso: você investe no valor potencial de um negócio, compra ações em baixa e espera lucrar com o desenvolvimento da empresa, a longo prazo.

Mas o que isso significa? Em resumo, significa que você acredita no potencial de crescimento de uma empresa, não em seus papéis.

Observe: value investing é muito diferente do que olhar para papéis e controlar subidas e quedas nos preços das ações – algo tão comum na vida de traders que buscam vender os papéis na melhor oportunidade.

No value investing, você não procura rentabilidade com as transações de compra e venda. Você busca aumentar seu capital por participar, como acionista, das conquistas das empresas nas quais você acreditou.

Fórmula de value investing

Não existe fórmula mágica para calcular o valor potencial de uma empresa. Mas existem formas de analisar o mercado e encontrar as que apresentam grandes chances de evoluir com o tempo.

O value investing se baseia em 4 princípios simples, que devem ser considerados na hora de escolher em quais ações investir.

São eles:

  • Querer pertencer: você deve buscar empresas em que acredita, a ponto de desejar ser um sócio de fato, por um longo período.
  • Confiar: você aceitaria ser sócio da empresa de um amigo, mesmo sem gostar do produto oferecido por ela? Ou, talvez, se não considerasse que essa empresa apresente uma vantagem competitiva? Confiar, gostar e entender o mercado, produto e marca é fundamental. Lembre-se que a ideia é “casar” com aquelas ações.
  • Analisar: usando critérios de análise fundamentalista, você pode buscar empresas que estejam com suas ações depreciadas. Ou seja, valendo menos do que deveriam.
  • Manter a calma: empresas sofrem altas e baixas, e isso é absolutamente normal. Não dá para se desesperar: acredite em sua estratégia e confie em sua análise. Aproveite os momentos críticos para encontrar novas oportunidades, e mantenha a calma nos momentos positivos para não tomar decisões precipitadas.

Como funciona o value investing em ações

Veja como aplicar o value investing no mercado de ações.

Quando uma empresa deseja captar recursos para ampliar sua operação (ou se desenvolver com mais velocidade), ela pode abrir uma oferta pública inicial (IPO) na Bolsa de Valores.

A partir de então, investidores podem tornar-se acionistas da empresa, comprando papéis a partir dos leilões gerenciados pela B3.

Depois da oferta pública, as ações podem continuar sendo negociadas, repassadas de investidor para investidor, de acordo com os objetivos e expectativas de cada um.

Essas transações acontecem no mercado secundário.

O value investing pode ser aplicado tanto na oferta inicial, quanto em negociações de mercado secundário.

O investidor de valor vai analisar a empresa, a partir de uma análise fundamentalista, de modo a identificar a oportunidade.

Se ele acreditar no potencial da empresa, ou entender que a empresa tem mais valor que o preço das ações naquele momento de mercado, ele escolherá esse negócio para investir, sem prazo para retirada do valor ou venda dos papéis.

O exemplo de Warren Buffet

A empresa de Warren Buffet, o investidor de valor mais famoso do mundo, comprou uma quantidade significativa de ações da Coca-Cola.

O motivo? Buffet gosta muito de Coca-Cola e acredita que as pessoas sempre vão continuar consumindo a bebida.

Ele não está errado.

Este é um ótimo exemplo de como o value investing tem valores intrínsecos na análise: o investidor de valor precisa se identificar de alguma forma com a empresa para entender e avaliar seu potencial no futuro.

Empresas pequenas podem ser uma ótima oportunidade de investir em valor. As small caps (empresas de baixo capital) podem apresentar inovações que irão despontar no mercado no futuro.

Investir em uma empresa quando ela ainda está iniciando sua jornada, poderá se mostrar uma ótima oportunidade de rendimentos no futuro e um “peixe grande” em sua carteira, dentro de alguns anos.

Imagine que você estivesse ao lado de Steve Jobs quando a Apple iniciou. Se, na época, você tivesse acreditado no negócio e investido nele, hoje você seria dono de um capital invejável.

Por ter um olhar estratégico sobretudo no valor do negócio, e não no preço da ação, é que os investidores de valor conseguem ampliar seu capital de forma incomparável.

Análise fundamentalista no value investing

Falamos acima sobre a análise fundamentalista. Este conjunto de técnicas é utilizado para identificar o valor de uma empresa. E vai muito além dos ups e downs dos pontos na bolsa de valores.

Entre diversos critérios e variáveis, a análise fundamentalista permite entender o desempenho da empresa e seu comportamento perante o mercado.

Alguns dos fundamentos avaliados são:

  • nível de atividade;
  • inflação;
  • taxa de câmbio;
  • taxa de juros;
  • tamanho e faturamento;
  • capacidade instalada;
  • tecnologia;
  • novos produtos;
  • histórico da empresa;
  • análise qualitativa.

6 livros sobre value investing

O conceito foi apresentado por Benjamin Graham, em 1949, em seu livro O Investidor Inteligente. A obra foi responsável por trazer reconhecimento mundial ao investidor, anos depois.

Seu primeiro livro, Security Analysis, publicado em 1934, ainda é considerada a bíblia do investidor sério.

No entanto, outros autores são responsáveis por livros indispensáveis para a formação de novos investidores.

Amantes do mercado financeiro contam com a ajuda de inúmeras obras para aprofundar seus conhecimentos em investimentos de valor.

Com essas obras, é possível aprender mais sobre o value investing e, assim, adotar estratégias comprovadamente bem-sucedidas por inúmeros nomes de peso.

A seguir, vamos indicar alguns livros recomendados por especialistas do setor:

O Investidor Inteligente, de Benjamin Graham

Como já mencionado, o primeiro livro sobre investimentos de valor não pode ficar fora da lista.

Um dos maiores clássicos do mercado financeiro, a obra de Benjamin Graham deve ser leitura obrigatória para todos os investidores que desejam conhecer a lucrar com as estratégias.

Value Investing: From Graham to Buffett and Beyond, de Bruce Greenwald, Judd Kahn, Paul D. Sonkin e Michael van Biema

Um dos gurus do assunto, Bruce Greenwald é professor na universidade de Columbia, nos Estados Unidos.

Junto com outros colegas, publicou este livro, apresentando alguns dos princípios fundamentais do value investing, além de ilustrar as operações realizadas por grandes investidores, como Warren Buffett, Michael Price e Mario Gabellio.

The Dhandho Investor: The Low-Risk Value Method to High Returns, de Mohnish Pabrai

Pabrai, investidor indiano e seguidor de Buffet, traz em seu livro um poderoso framework para investidores que desejam apostar no value investing.

O método expande os princípios fundamentais de Graham, trazendo um formato de fácil adaptação, ampliando o acesso à estratégia aos investidores menos experientes.

The Business of Value Investing: Six Essential Elements to Buying Companies Like Warren Buffett, de Sham M. Gad

O livro é inspirado nos métodos de Buffet (afinal, quem não quer investir como ele?) e apresenta um framework sobre como o famoso investidor avalia as possibilidades e toma suas decisões de investimento.

Este é um livro fundamental para ampliar seus resultados como investidor.

O Pequeno Livro do Investimento de Valor, por Christopher H. Browne

Christopher H. Browne apresenta os fundamentos do value investing em um guia prático e conciso, facilitando o entendimento de investidores iniciantes.

A obra apresenta técnicas de análise e triagem de ações, ensinando que investidores pacientes e responsáveis podem ter bons retornos, mas sem grandes promessas.

The Little Book That Beats The Market, por Joel Greenblatt

Neste livro, Greenblatt introduz o conceito da Fórmula Mágica, que ajuda investidores amadores a comprarem ações com desconto.

O método do autor é montar um ranking de acordo com a identificação de oportunidades, listando empresas com custos baixos nas ações, mas com alto potencial de crescimento em seu valor.

Para continuar seus estudos, temos outras recomendações de outros livros sobre o mercado financeiro. Confira os artigos que já produzimos:

Diferença entre value investing e position trade

Value investing acontece na modalidade de buy and hold, que se diferencia da position trade em função do objetivo do investidor.

Existem diferentes modalidades de atuação no mercado financeiro. Eles consideram, em geral, o tempo que o investidor pretende ficar com determinado ativo em sua carteira.

Já falamos das modalidades de curto prazo, como day trade e swing trade.

Já as modalidades de longo prazo são chamadas de position trade e buy and hold. Por se tratar de investimentos de longo prazo, são facilmente confundidas.

Vamos esclarecer: o que diferencia as duas modalidades não é o tempo que os rendimentos são mantidos retidos, mas seus objetivos. Veja:

  • Position trade: o objetivo é atingir um lucro em um prazo mais longo (meses ou anos). No entanto, ao chegar no lucro esperado, a operação é liquidada.
  • Buy and hold: aqui, o objetivo é escolher empresas que o investidor deseja manter em sua carteira por muito tempo. Você se lembra quando falamos que value investing tem muito a ver com confiança e identificação? No buy and hold, você escolhe as empresas que acredita e que gosta, compra suas ações a fim de participar do negócio, rentabilizando através de uma renda passiva, como a distribuição de dividendos.

Portanto, a principal diferença é seu objetivo como investidor.

Ter expectativas claras, tanto em relação ao retorno esperado, quanto ao prazo para esse retorno, é fundamental para escolher as melhores estratégias e produtos financeiros para investir seu dinheiro.

Qual rende mais?

Quando falamos em investimentos de renda variável, afirmar que uma ou outra modalidade rende mais seria irresponsável. Isso porque o rendimento depende de diversos fatores, incluindo o próprio investidor.

Para escolher a melhor modalidade de investimento para você, considere:

  • você pretende lucrar com uma operação de compra e venda de ações, ou gostaria de investir em empresas que você confia e que apresentam um bom potencial de crescimento?
  • Você dispõe de um tempo diário ou semanal para acompanhar as movimentações das suas ações?
  • Qual o prazo de retorno do investimento que você espera?
  • Até quanto de risco você está disposto a aceitar?

Conhecendo seus objetivos para curto, médio e longo prazo, você poderá identificar mais facilmente se você é um trader ou um investidor de valor.

Grandes investidores que utilizam value investing

Os investimentos em valor são muito conhecidos porque alguns investidores famosos apostam e difundem essa estratégia. O mais famoso é Warren Buffet, proprietário da empresa Berkshire Hathaway.

A empresa adquire grandes volumes de ações de outros negócios, usando o conceito como método de seleção.

Warren é seguidor de outro famoso investidor, o precursor dos investimentos de valor, Benjamin Graham.

Conheça a seguir, esses e outros grandes nomes adeptos do value investing. Confira:

Benjamin Graham

Nascido em 1894, em Londres, foi um economista bastante influente.

Benjamin Graham foi o precursor do uso da estratégia buy and hold e responsável pelo conceito de value investing. Investidores que seguem as ideias de Graham tendem a ter sucesso no mercado financeiro.

Um exemplo é Warren Buffet, o nome que apresentaremos a seguir.

Warren Buffet

Buffet é um seguidor fiel das estratégias de Graham e o mais famoso investidor de valor do mundo.

Com um patrimônio líquido de cerca de 86 bilhões de dólares, Warren aparece frequentemente na revista Forbes, na lista das pessoas com maior capital no mundo. Esteve em primeiro lugar na lista em 2008.

Atualmente com 89 anos, é o principal acionista, presidente do conselho e diretor executivo da Berkshire Hathaway, grupo que garante aos acionistas um crescimento de mais de 20% ao ano.

Peter Lynch

Peter Lynch é um investidor de valor considerado uma lenda, especialmente por seu trabalho como gestor do maior fundo de ações do mundo, o Fidelity Magellan Fund.

Joel Greenblatt

Gestor de fundos de hedge, professor e autor de um dos livros mais conhecidos do mercado financeiro, Greenblatt é criador da fórmula mágica, uma estratégia que busca facilitar a compra de ações por investidores iniciantes e acadêmicos.

Mohnish Pabrai

Um dos principais seguidores de Warren Buffet, o indiano Pabrai é um dos investidores de maior sucesso de sua geração.

Atualmente com 55 anos, é diretor da Pabrai Investments Funds, um fundo de investimento hedge baseado no modelo de um dos negócios de Buffet.

Riscos do value investing

O retorno a longo prazo e a incerteza do futuro são riscos que o investidor precisa estar disposto a correr.

A estratégia depende muito da percepção e comportamento do investidor. Isso porque exige análise, paciência e sangue frio.

Outro ponto importante é o fator tempo. Investir usando o valor da empresa como método de seleção das ações, é assumir um compromisso a longo prazo. E sabemos que investimentos são imprevisíveis, certo?

Portanto, os pontos de atenção têm a ver com a metodologia de análise, a confiança do investidor nas empresas e seus objetivos em relação ao dinheiro.

Por inúmeros motivos, você pode acreditar no potencial de uma empresa e ela, simplesmente, não apresentar um bom desempenho.

Seja por uma má gestão, seja pela volatilidade do mercado, a verdade é que qualquer negócio está sujeito ao fracasso. A incerteza sobre o futuro oferece riscos reais aos investidores.

Mas esse é um risco oferecido por praticamente todos os produtos financeiros de renda variável, certo? Então, se você tem uma estratégia consistente e confia na sua visão empreendedora, vá em frente.

Conclusão

Value investing é uma estratégia que deve ser considerada por quem deseja investimentos de longo prazo.

É uma estratégia muito utilizada por grandes investidores, no mundo todo. Warren Buffet, um dos mais famosos, é um ótimo exemplo de como ser um investidor de valor de sucesso.

Usando técnicas de análise fundamentalista (e controlando a emoção), o investidor pode identificar oportunidades que apresentam excelentes rentabilidades a longo prazo.

Se você quiser aprofundar seu conhecimento em investimentos de renda variável, acompanhe os artigos recomendados:

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.