Pix terá opção de saque e troco em novembro. Saiba como vai funcionar

Novas funcionalidades do Pix fazem parte da expansão da agenda do Banco Centra de promover maior competição e transparência no sistema financeiro


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Pix terá opção de saque e troco em novembro. Saiba como vai funcionar

O Pix , opção de pagamento instantâneo lançado pelo Banco Central, segue crescendo e se expandindo no setor financeiro brasileiro, se tornando uma das principais soluções de transferência de recursos do país. Assim como o open banking, é uma das principais iniciativas da agenda adotada pelo BC para reduzir os custos dos serviços financeiros e aumentar a transparência no Sistema Financeiro Nacional (SFN).

Com a boa aceitação e crescimento das transações em quase um ano de implementação, o Pix entra em uma nova etapa de desenvolvimento, ganhando mais funcionalidades. As mais novas ferramentas anunciadas pelo Banco Central são a de saque e troco, aprovadas em setembro de 2021 e disponíveis a partir de 29 de novembro deste ano.

O que é Pix?

O Pix é um novo meio de pagamento instantâneo criado pelo Banco Central, em 19 e fevereiro de 2020, que permite fazer transferências de valores entre os usuários para realizar ou receber pagamentos.

Como funciona a transferência via Pix?

Qualquer pessoa que tenha conta em banco, plataforma de pagamento ou fintech  pode usar o Pix. Basta cadastrar uma chave Pix no aplicativo da instituição financeira ou por meio do internet banking, que pode ser o CPF, e-mail, celular ou uma combinação de letras e números aleatória.

O usuário ainda pode usar um QR Code, que pode ser utilizado para realização de compras ou pagamentos, mas é necessário ter uma Chave Pix cadastrada para utilizá-lo. O QR Code pode ser gerado para uma única transação ou dinâmico, usado para várias transações.

O Pix tem limite para transferência de valores?

O Banco Central estabeleceu um limite de R$ 1 mil para operações entre pessoas físicas (incluindo MEIs) de transferência de recursos no período noturno (das 20h às 6h), incluindo transferências intrabancárias, via cartões de débito e liquidação de TEDs a fim de reduzir o risco para os usuários.

Os usuários podem , contudo, solicitar para as instituições financeiras um limite maior para transferência de recursos nesse horário O prazo mínimo para liberação é de 24 horas e máximo de 48 horas feito por canal digital.

Quanto custa o Pix?

A principal vantagem do Pix é que ele possibilita transferências gratuitas para pessoas físicas em qualquer hora do dia, diferentemente do TED e DOC. Para transações entre pessoas jurídica, os bancos podem cobrar uma tarifa dependendo do relacionamento com o cliente.

Como vai funcionar as novas regras de saque e troco do Pix?

Veja os detalhes das novas funcionalidades do Pix abaixo:

Pix Saque

Essa funcionalidade permitirá, além do saque em caixas eletrônicos, retirar o dinheiro em espécie em estabelecimentos comerciais, através de um QR Code do prestador de serviço. Assim, será permitido fazer saques em padarias, supermercados e lojas de conveniência, por exemplo, sem realizar uma compra no local.

Outra vantagem é que não haverá cobrança de tarifas para quem realizar o saque, enquanto o estabelecimento é remunerado entre R$ 0,25 e R$ 0,95 por transação, pago pela instituição financeira vinculada à chave do estabelecimento. Visando evitar golpes, o mecanismo será limitado a 8 saques mensais, além de limites de valor considerando horários e estabelecimentos onde o saque acontece.

“O propósito do BC é aumentar a capilaridade de pontos de retirada de recursos em espécie aos usuários finais do Pix, além de promover o aumento da eficiência nos serviços de saque por meio da redução de custos e de melhorias nas condições de oferta e de precificação”, disse João Manoel Pinho de Mello, diretor de Organização do Sistema Financeiro e de Resolução do BC, em comunicado oficial.

Pix Troco

Para o Troco, a vantagem segue pela possibilidade de sacar dinheiro em qualquer tipo de estabelecimento. O diferencial é que o saque acontece após uma compra com pagamento via Pix. O cliente envia um valor superior ao dos produtos comprados e recebe a diferença de valor em espécie, como troco.

Por exemplo, se você comprou um produtor que custou R$20, você pode enviar um Pix no valor de R$ 30 para o estabelecimento e pegar R$ 10 de troco em dinheiro.

Os custos são os mesmos da função Saque, ou seja, não é cobrada nenhuma tarifa de quem saca e há uma remuneração entre R$ 0,25 e R$ 0,95 por transação para o estabelecimento comercial.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.


Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.