Buy and Hold: Entenda a estratégia que fez de Warren Buffett um fenômeno

Não à toa, nomes consagrados do mercado financeiro, como Benjamin Graham e Warren Buffett, se apoiaram na estratégia do Buy and Hold para terem sucesso financeiro; saiba mais sobre ela


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Buy and Hold: Entenda a estratégia que fez de Warren Buffett um fenômeno

Ao longo da sua caminhada no universo dos investimentos, você vai se deparar com inúmeros tipos de investidor, que vão além do conservador, moderado, agressivo ou iniciantes, intermediários e avançados. Há entre esses perfis estratégias e detalhes que merecem ser destacados. Por exemplo, hoje em dia cresce o interesse pela profissão trader, aqueles profissionais que negociam ativos na Bolsa em busca de um lucro rápido. E o contrário também acontece, e é aqui que encontramos os que preferem uma estratégia mais a longo prazo conhecida como Buy and Hold (Compre e Segure, na tradução livre ao português).

Não à toa, nomes consagrados do mercado financeiro, como Benjamin Graham e Warren Buffett, se apoiaram no Buy and Hold, pregaram essa estratégia durante as suas vidas e, atualmente, são duas das mais conhecidas personalidades dos investimentos. Principalmente Buffett, que, até hoje, influencia desde os iniciantes aos mais avançados à frente da Berkshire Hathaway, uma das maiores empresas do planeta. A seguir, entenda mais sobre essa estratégia.

O que é Buy and Hold?

Buy and Hold é uma estratégia de investimento em que você aplica em um ativo, geralmente em ações na Bolsa ou em fundos, e o mantém por um longo período. Em um curto período de tempo, os mercados financeiros tendem a ter uma volatilidade e flutuações mais sensíveis a notícias e crises. Graham, o autor do renomado livro O Investidor Inteligente e tutor de Buffett, comparou certa vez, por exemplo, a compra e venda de ações em um curto horizonte de tempo , de forma mais especulativa, aos jogos de azar. Para ele, o verdadeiro investimento, com ganhos a fim de construir um patrimônio, ocorre em um período mais longo.

Um investidor do estilo Buy and Hold acredita que os retornos de longo prazo acabam diluindo a volatilidade, que é mais característica no curto prazo. Dessa forma, diferentemente de acompanhar minuto a minuto e escolher ações em horas, pensando já na venda no mesmo dia, esse tipo de estratégia para manter o investimento por anos, e até mesmo décadas, tem como intuito deixar o seu portfólio, muito bem selecionado, em paz ao longo de anos, a não ser que haja um momento em que algum desses ativos não faça mais sentido.

Os investidores que aplicam o Buy and Hold em suas carteiras geralmente têm uma abordagem de análise fundamentalista. Ou seja, eles tentarão encontrar ações de empresas cujo o preço é, segundo análises mais profundas dos fundamentos da empresa, mais baixo em comparação com o que a empresa pode entregar no longo prazo e com o seu crescimento. 

Ao encontrar essas ações, o investidor aplica e mantém o investimento até que algo mude. Por exemplo, há duas situações comuns que fazem com o que possa haver um desvio do Buy and Hold:

  • Ou o preço das ações fica tão alto que deixa de fazer sentido e não haja mais espaço para crescimento;
  • Ou a empresa muda seu modelo de negócios de uma forma que acaba impactando a operação e, portanto, tendo uma queda significativa nos seus fundamentos e planos para o longo prazo.

Mas atenção: o tempo, sozinho, não faz milagre no Buy and Hold

Quem já investe há um bom tempo sabe que uma das piores coisas que existem e um dos principais erros dos investidores é “esquecer” e largar os seus investimentos, acreditando que apenas o tempo fará milagres. Na verdade, o Buy and Hold, apesar de pressupor que por anos se mantenham os mesmos investimentos na carteira visando o longo prazo, não é uma fórmula tão simples assim de se aplicar.

Pense, por exemplo, em tudo o que você já traçou de planos a longo prazo. Uma faculdade para o seu filho, uma aposentadoria de qualidade, um casamento duradouro e feliz com a pessoa que você escolheu para passar a vida. Essas são situações que, caso você as tenha no radar, certamente pesquisou e pensou de forma mais profunda. Não dá para contar só com a sorte. E isso acontece com os buy and holders.

Para aplicar essa estratégia, é preciso bastante cautela, pesquisa, análise e ponderação na hora de selecionar os ativos. Afinal, a ideia é que eles estejam na sua carteira por alguns anos. E além dessa pesquisa prévia para escolher bem as ações ou os fundos de investimento que irão compor o portfólio, o ideal é que você mantenha esses investimentos, mas sempre com um monitoramento recorrente da sua preferência, a cada semana, a cada 15 dias, a cada mês, etc.

Ao ter essa recorrência de verificar o que aconteceu com os seus investimentos e ler notícias sobre os ativos, você pode optar por manter, reduzir ou aumentar sua posição. Imagine, por exemplo, que uma das empresas da sua carteira diversificada se envolva em um escândalo ou que haja uma fusão com outra empresa que leve a companhia que você investe para um caminho totalmente diferente do qual você havia acreditado quando aplicou lá no começo. É nessas horas que acompanhar o investimento é fundamental para uma tomada de decisão acertada.

Portanto, Buy And Hold não é escrito em pedra. Você pode aplicar essa estratégia e adaptá-la conforme o desenrolar dos acontecimentos, afinal nem todas as empresas ou fundos que você acreditar que valem a longo prazo atenderão as suas expectativas. Por isso, de tempos em tempos é um exercício saudável seguir o racional de manter os seus investimentos bem selecionados a longo prazo e fazer ajustes pontuais ao longo da jornada.

Mas é importante ressaltar que a flutuação dos preços no curto prazo não deve ser motivo de venda dos ativos para alguém que adota o Buy and Hold. Os motivos para esses eventuais ajustes só devem ser feitos, segundo os princípios da estratégia, caso os fundamentos das empresas mudem drasticamente e tornem os investimentos muito nebulosos para o longo prazo.

Vantagens e desvantagens do Buy and Hold

Existem algumas vantagens na estratégia de Buy and Hold. Primeiro, torna a jornada de investimento mais fácil porque você só precisa escolher muito bem, em um primeiro momento, os seus investimentos e montar sua carteira de ações. Depois de construir seu portfólio, você não precisará fazer grandes alterações nem ficar preocupado com a flutuação dos preços, afinal você acredita na valorização a longo prazo por causa dos projetos e saúde financeira das companhias que você investiu

Essa estratégia também torna menos provável que você tome decisões inoportunas e baseadas em suas emoções, que também flutuam assim como o mercado. Em segundo lugar, como a tendência é de manter os ativos na carteira, haverá menos transações. Então, você pagará menos em taxas, como a de corretagem, o que pode fazer diferença no retorno do seu investimento a longo prazo.

#Dica para Buy and Hold: faça aportes mensais

Investir um pouco todos os meses, mantendo a sua estratégia Buy and Hold, pode ser um bom caminho se você acredita, de fato, que aquela empresa seguirá uma tendência de valorização no longo prazo. Ao fazer aportes mensais você tende a eliminar aquela dúvida comum. Afinal, “será que estou comprando caro ou barato?”.

Essa pergunta é muito difícil de responder, pois não há como prever o movimento do mercado. No entanto, os aportes mensais acabam diluindo esse risco a longo prazo porque você terá, teoricamente, comprado tanto no ciclo de baixa como no ciclo de alta. Essa é uma forma de não perder oportunidades.

Mas é preciso avaliar muito bem antes de fazer aportes mensais. Se a empresa ou o setor em que ela está inserida caírem muito de rendimento, os aportes mensais podem não ser eficientes. E isso pode virar uma verdadeira dor de cabeça e uma perda de dinheiro desnecessária.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.


Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.