Ações ordinárias e preferenciais: diferenças e rentabilidade de cada

Ações ordinárias são aquelas representadas pelo dígito 3 ao final do código da ação. Elas dão aos acionistas direitos de participação na empresa. Quando você investe em um negócio através da Bolsa de Valores, você também tem direito a voto durante as assembleias da empresa. Assim, você opina no direcionamento administrativo da empresa.


Compartilhar:


Ações ordinárias são aquelas representadas pelo dígito 3 ao final do código da ação. Elas dão aos acionistas direitos de participação na empresa.

Quando você investe em um negócio através da Bolsa de Valores, você também tem direito a voto durante as assembleias da empresa. Assim, você opina no direcionamento administrativo da empresa.

Ou você pode ter como objetivo apenas o recebimento de dividendos.

Nem toda empresa faz a distribuição dos lucros entre os acionistas, mas quando isso acontece, são os acionistas preferenciais, e não os ordinários, quem têm a prioridade no recebimento.

Essa é maior diferença entre ações preferenciais e ordinárias. Escolher o tipo de ação ideal tem tudo a ver com o seu objetivo como investidor.

Se você está chegando agora e não sabe por onde começar, recomendamos esse artigo: “O que você precisa saber para decidir onde investir seu dinheiro“.

Agora, para entender bem o conceito de ações ordinárias e a diferença entre elas e ações preferenciais, continue por aqui.

Vamos ajudar a compreender melhor o mercado de renda variável.

Não sabe como ganhar dinheiro sendo acionista de empresas? Sugerimos a leitura do artigo “Dividendos: Guia 2019 para entender o que eles são e qual seu funcionamento.

Neste artigo, vamos explicar:

  • O que são ações ordinárias
  • Diferenças entre ações ordinárias e preferenciais
  • Exemplos de ações ordinárias
  • Dúvidas sobre ações ordinárias
  • Perfil de investidor na bolsa
  • Como investir na bolsa com a XP

Boa leitura!

O que são ações ordinárias

Ações ordinárias dão ao acionista o direito de voto em assembleias.

Uma empresa privada pode buscar recursos para seu desenvolvimento através de uma oferta pública inicial (IPO), abrindo o capital na bolsa de valores.

Dessa forma, parte das suas operações serão negociadas na bolsa, ampliando o quadro de acionistas da empresa.

Os papéis vendidos aos investidores interessados – conhecidos como ações – podem ser ordinários ou preferenciais.

Algumas empresas vendem somente uma ou outra categoria de ação. Outras, como a Petrobrás, por exemplo, negociam as duas categorias no mercado financeiro.

Para o investidor que está começando aplicar seu dinheiro em ações, o universo da bolsa de valores mais parece uma “sopa de letrinhas.

Cada empresa e cada ação tem um código, que pode vir acompanhado de algumas letras representando os meses de vencimento, ou números.

No caso das ações ordinárias, o número que acompanha a sigla da ação é o 3.

Este tipo de ação oferece ao acionista dois benefícios principais:

  • direito a voto e participação na gestão da empresa, através de assembleias. A participação do acionista será proporcional ao volume de ações compradas por ele;
  • garantia de proteção a sócios minoritários, em muitos casos de mudança da composição societária majoritária. Esse direito é conhecido como tag along. Ao mudar o controle gerencial da empresa, os sócios ordinários podem vender suas ações para o novo controle, garantindo 80% do valor de mercado ao preço correspondente.

Em resumo, as ações ordinárias dão direitos de participação aos acionistas, o que só terá relevância se o investidor tiver uma boa quantidade de ações.

Além disso, não oferecem preferência na distribuição dos dividendos — e é aqui que entram as ações preferenciais.

Diferenças entre ações ordinárias e preferenciais

Iremos explicar as diferenças entre estes dois tipos de ações. Como mencionamos, a empresa pode decidir abrir ao mercado somente ações ordinárias, ou somente ações preferenciais, ou um pouco de cada.

Cabe ao investidor escolher as que melhor atendam seus objetivos e expectativas.

Assim sendo, vamos tentar entender a diferença entre ambas, e como reconhecer cada uma na lista da bolsa de valores.

O que significa ações ON e PN?

ON são as ações ordinárias. Elas são identificadas pelo número 3 ao lado do código da ação.

Também explicamos os principais direitos oferecidos ao acionista que investe neste modelo.

E as ações PN, o que são?

As ações preferenciais nominativas (PN) têm preferência na hora da distribuição dos dividendos.

Essa prioridade pode ser demonstrada, por exemplo, com o recebimento de um percentual maior do que o distribuído aos acionistas ordinários.

A prioridade dos dividendos aos acionistas preferenciais se dá como forma de compensação, já que essas ações não permitem nenhuma influência nas decisões de assembleia, nem proteção em caso de troca de controle da gestão.

Por outro lado, acionistas preferenciais têm mais chances de recuperar seu dinheiro no caso de falência da empresa, por exemplo.

Isso porque, em comparação aos acionistas ordinários, os detentores dessas ações terão prioridade na hora de receber o reembolso do capital.

Qual rende mais?

Ações ordinárias garantem poder de voto ao acionista, o que pode impactar positivamente no desenvolvimento e nos resultados da empresa, além de oferecer alguma proteção.

Já ações preferenciais dão preferência ao acionista no momento do pagamento de dividendos.

Assim sendo, qual vale mais a pena?

Ações preferenciais, em geral, atendem melhor aos objetivos do pequeno investidor, pois podem possuir maior liquidez.

Isso significa que é mais fácil negociar este tipo de ação na bolsa de valores, o que permite alcançar uma rentabilidade – ou até retorno sobre o investimento – mais rapidamente.

Para o investidor com pouco capital, também pode compensar mais investir em ações preferenciais do que em ações ordinárias.

Em outras palavras: em assembleias, se você é peixe pequeno, você nada com a maré.

Por isso, a vantagem das ações preferenciais é que você tem prioridade no recebimento dos dividendos.

Se o que você busca é um meio de conquistar uma renda extra passiva, as ações preferenciais podem ser uma boa oportunidade de diversificação em sua carteira – além de uma excelente entrada no mercado de renda variável.

Mas, não se esqueça. Antes de decidir que tipo ação investir, conheça seu perfil de investidor.

Exemplos de ações ordinárias

Ações ordinárias têm o número 3 na composição do seu código identificador.

Se você deseja investir no mercado de ações, precisará de um acesso a um home broker. Ao fazer uma conta em uma corretora, você poderá acessar a B3, a única bolsa de valores do Brasil.

Lá, você irá encontrar as listas de ações disponíveis para compra ou venda.

Para ajudá-lo a reconhecer as opções do tipo ordinárias, listamos abaixo alguns exemplos das ações mais transacionadas no mercado (inclusive, todas elas fazem parte da carteira teórica do Índice Bovespa):

  • PETR3 — ação ordinária da Petrobrás
  • VALE3 — ação ordinária da Vale
  • BBAS3 — ação ordinária do Banco do Brasil
  • JBSS3 — ação ordinária do frigorífico JBS
  • ABEV3 — ação ordinária da AMBEV
  • MGLU3 — ação ordinária da Magazine Luiza
  • EMBR3 — ação ordinária da EMBRAER
  • BRML3 — ação ordinária do grupo brMalls
  • B3SA3 — ação ordinária da B3, antiga Bovespa

Para reconhecer uma ação ordinária na lista do leilão, lembre-se de procurar pelo número 3 ao final do código identificador do título.

Dúvidas sobre ações ordinárias

Uma vez compreendidos os conceitos de ações ordinárias e ações preferenciais, uma dúvida importante pode surgir na cabeça do investidor: como escolher o investimento ideal?

Primeiramente, seria entender seus próprios objetivos. Em segundo lugar, pesquisar e analisar a empresa na qual você pretende investir.

Como foi o desempenho financeiro da empresa nos últimos tempos?

Qual a tendência para os resultados futuros?

Como essa empresa se relaciona com seus investidores?

Qual a política de governança?

No site da B3, você encontra índices de governança que podem auxiliar em sua pesquisa.

Em alguns casos, por exemplo, a empresa estende aos acionistas preferenciais os direitos de tag along – a garantia de proteção aos sócios minoritários.

Então, para um investidor com menos poder de voto, possuir uma ação ON ou uma PN não fará tanta diferença.

Porém, vamos responder a seguir, outras dúvidas que também podem ter surgido com a leitura deste artigo.

Caso você quiser saber ainda mais sobre investimentos em ações, recomendamos o nosso Guia Completo para Iniciantes.

Ações ordinárias recebem dividendos?

Quando falamos que ações preferenciais têm prioridade no recebimento dos dividendos (ou seja, no lucro da operação), não significa que acionistas ordinários não recebam esses valores.

O que acontece é que, em caso de lucro, a empresa primeiramente irá distribuir os rendimentos entre os acionistas preferenciais e pode, inclusive, pagar percentuais maiores que os dos demais acionistas.

Em caso de falência da empresa, os proprietários das ações PN também terão preferência no recebimento do reembolso do seu dinheiro investido.

Se, por acaso, o patrimônio da empresa se extinguir antes do pagamento aos acionistas ordinários, eles podem não recuperar seu capital.

Outro ponto importante para destacar é: acionistas preferenciais ou ordinários não respondem pelas dívidas contraídas pela empresa.

O que é melhor: PETR3 ou PETR4?

Este é um tema um tanto quanto controverso.

Em geral, investidores que desejam liquidez, apostam nas ações preferenciais. Já investidores que desejam manter seu capital alocado por um longo período, se protegem com as ações ordinárias.

Porém, no caso da Petrobrás, essa regra não se aplica. Isso porque como a empresa tem um universo enorme de acionistas, não há garantia para o acionista nenhuma relevância como sócio ordinário.

Por outro lado, a Petrobrás também não distribui dividendos desde 2014. Ou seja, pouco adianta ser um acionista preferencial.

Assim sendo, tanto a ação ordinária (PETR3) quanto a preferencial (PETR4) da Petrobrás tem boa liquidez na Bolsa, mesmo em operações curtas, como o day trade.

Então, para decidir em qual ação investir, o ideal é considerar sua estratégia, seja ela qual for.

Se precisar de ajuda, não hesite em buscar o profissional adequado para isso: o assessor de investimentos.

Perfil de investidor na bolsa

Existem produtos financeiros adequados para todos os perfis – desde que o investidor tenha clareza sobre seus objetivos.

Batemos bastante na tecla de que, para investir, é importante conhecer seu perfil de investidor e seus objetivos a curto, médio e longo prazo.

Isso evita desconfortos e prejuízos, tais como:

  • investir em um produto financeiro de longo prazo e precisar antecipar a liquidação;
  • investir em produtos de risco e se assustar com as oscilações do mercado, retirando rapidamente o investimento sem analisar se há potencial de uma nova alta;
  • tomar decisões com base na emoção, e não na estratégia.

Se você possui um perfil conservador – ou seja, você não quer arriscar perder nada do seu patrimônio, mesmo que isso signifique uma rentabilidade menor –, então, existem produtos mais adequados para você, como a renda fixa.

Outros exemplos de produtos de renda fixa são:

Investimentos em renda variável podem ser combinados à renda fixa, oferecendo uma carteira diversificada, o que aumenta sua rentabilidade, mas sem aumentar seu risco. É o que acontece, por exemplo, nos Fundos Multimercados.

No entanto, isso não significa que um perfil conservador ou moderado não possa investir em ações.

Ações ordinárias de acordo com perfis de investimento

Ações ordinárias de empresas bastante consistentes podem ser opções de investimento rentáveis e mais seguras, para aquele investidor que deseja deixar seu dinheiro aplicado por longos períodos.

Não sabe se você possui um perfil conservador? Confira este artigo e descubra: “Prefere investir em produtos de baixo risco e com rentabilidade?“.

Já as transações de maior risco (como as negociações de day trade ou operações no mercado futuro, ainda que minicontratos, por exemplo), são recomendadas somente para quem tem um perfil mais agressivo.

Quer saber se o perfil agressivo combina com você? Leia este artigo: “Na hora de investir, você almeja aumentar o seu patrimônio de forma considerável?“.

Como investir na bolsa com a XP

Gostou de nossa explicação sobre o que são ações ordinárias, ações preferenciais, e como identificá-las na lista do leilão da bolsa de valores?

Então, agora, é hora de aprender como participar dessas negociações.

Antes de mais nada, você precisa escolher uma corretora confiável para abrir sua conta. A XP Investimentos está presente no mercado há mais de 18 anos e é referência em assessoria financeira.

A XP oferece um portfólio de produtos financeiros atraentes e diversificados.

Reduzimos nossa taxa de corretagem para você investir em ações.

Invista em ações com a melhor corretora

Ainda não tem conta na XP? Abra a sua agora. É rápido, fácil e gratuito.

Como criar uma conta

Para abrir sua conta gratuita na XP Investimentos, siga o passo a passo abaixo.

Se precisar, você também encontra um tutorial completo neste link.

  1. Clique em Abra sua Conta.
  2. Preencha o formulário, informando todos os dados solicitados em cada etapa. Os dados bancários são exigidos para que você possa efetuar as transferências dos seus recebimentos. Nenhum valor será cobrado de você.
  3. Aguarde a avaliação do seu cadastro. Em até 48 horas, você receberá o retorno dos consultores, por e-mail.
  4. Caso seu cadastro seja aprovado, você já receberá um usuário e senha para acessar a plataforma da XP Investimentos. Se houver alguma inconsistência em seu cadastro, serão solicitadas novas informações ou documentações, para conferência.
  5. Transfira um valor da sua conta bancária para sua conta XP. É com este dinheiro que você poderá começar a investir.
  6. Consulte os produtos financeiros disponíveis de acordo com cada modalidade e escolha as opções que melhor atendem sua estratégia.
  7. Continue acompanhando o blog da XP para outras dicas e novidades.

Conclusão

Ações ordinárias podem ser uma opção interessante para investidores que desejam rentabilidade a longo prazo.

Ações ordinárias podem ser uma boa opção de investimento para quem deseja apostar no desenvolvimento de uma empresa. Isso é, se esses papéis forem guardados por um longo período.

Porém, caso seu objetivo principal seja investir em produtos que garantam liquidez, essa pode não ser a melhor alternativa.

Quer mais dicas sobre o mercado financeiro, a bolsa de valores e os investimentos em ações? Confira os artigos que separamos para você:

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.