Os 7 pecados capitais do investidor

Separamos as práticas consideradas os pecados do investidor. Confira o que você não deve fazer na hora de investir o dinheiro e o que fazer em vez disso.


Compartilhar:


Muito provavelmente você já ouviu falar sobre os 7 pecados capitais. Mas sabia que gula, luxúria, avareza, ira, soberba, preguiça e inveja podem atrapalhar também os seus investimentos?

O conceito de pecados capitais foi criado em torno do século IV. Ele foi muito usado pelo cristianismo para descrever defeitos de conduta e facilitar o cumprimento dos 10 mandamentos da Bíblia.

Inclusive, já falamos aqui no blog sobre os 10 mandamentos do investidor

Agora, chegou a vez de explicar quais são os sete pecados capitais dos investimentos e como você deve evitá-los para não ter nenhum tipo de surpresa. 

Isso porque ao cometer um desses pecados, é possível ter prejuízos. E quando você investe, nunca pensa em perder dinheiro, certo?

Continue a leitura para entender melhor quais são os 7 pecados cometidos pelos investidores. Aprenda de uma vez por todas como deixá-los bem longe do seu bolso.

– Gula

– Luxúria

– Avareza

– Ira

– Soberba

– Preguiça

– Inveja

LEIA TAMBÉM: 5 erros comuns dos investidores

O que é CDB e como investir?

O que é renda extra e como ter a sua?

Gula

A descrição de gula é o desejo insaciável por comida e bebidas. Mas também pode estar associada ao egoísmo de se querer ter sempre mais e mais. 

Quando não se contenta com o que se tem, é possível fazer uma associação a outro termo, a cobiça.

No mundo dos investimentos, quando falamos em gula ou cobiça queremos dizer que o investidor tem um desejo insaciável de querer ganhar sempre mais dinheiro.

É preciso, no entanto, ter calma e evitar ser afoito ao investir, já que os resultados podem ser ruins.

A voracidade associada à ganância pode cegar o investidor. Ele vê as possibilidades de rentabilidade como único foco, deixando de lado pontos importantes, como taxas e outros descontos que os investimentos podem ter.

Vale lembrar que rendimentos passados não garantem rendimentos futuros.

Um exemplo que ilustra bem a ganância é o investidor de ações que consegue lucro em um momento de alta da bolsa de valores, mas sempre espera o papel subir um pouco mais para realizar os lucros e corre o risco de vender em um momento de queda.

Luxúria

A luxúria pode ser descrita como o desejo passional e egoísta por prazer sexual e/ou material. Mas também pode ser entendida como a expressão ‘deixar-se dominar pelas paixões’.

No caso dos investimentos, a busca por prazer precisa ter limites para evitar prejuízos.

Isso porque o investidor ‘insaciável’ não sabe qual é o momento de parar. Ou até mesmo se vê seduzido por determinados ativos que acredita que somente terá ganhos (não enxergando a possibilidade de perdas também).

A luxúria tende a levar o investidor a crer que todas as promessas de ganho rápido são verdade.

Assim, o investidor acaba se tornando mais susceptível a perdas em função de fraudes, pirâmides ou falsas promessas.

Avareza

A avareza é o apego excessivo e descontrolado aos bens materiais e ao dinheiro, fato que conduz o ‘pecador’ à idolatria.

Este é um dos pecados mais perigosos para o investidor de sucesso. Isso porque ser avarento é ter um controle excessivo e descontrolado com o dinheiro. 

Muitas vezes as pessoas com esse perfil são apelidadas de mão de vaca, pão duro e muitos outros termos. E suas atitudes são prejudiciais aos rendimentos.

O investidor que costuma controlar demais o seu dinheiro costuma focar em aspectos que não são os principais na busca por rendimentos, como a isenção de Imposto de Renda, com a falsa promessa de fazer um bom negócio. 

É o caso da pessoa que acha que está investindo na poupança, mas na realidade, está perdendo rentabilidade.

Ira

Este é o sentimento de externalizar a raiva e o ódio por alguma coisa ou alguém, podendo também representar o desejo de fazer mal ao outro.

Quando se está com raiva, o sentimento de fúria pode levar a péssimas decisões, principalmente quando o assunto é o seu dinheiro.

Evite investir em momentos de raiva e procure esfriar a cabeça antes de fazer qualquer aplicação. É raro que decisões tomadas sob impulso

Soberba

O conceito de soberba está associado à arrogância, à vaidade e ao orgulho. 

No caso dos investimentos, este pecado está ligado ao investidor que acredita já saber tudo e não aceita segundas opiniões e nem procura estudar mais sobre mercado e aplicações.

Geralmente, quem se encaixa nesse perfil costuma se dar mal nos investimentos porque acredita que somente ele sabe qual é o segredo do sucesso para rentabilizar o dinheiro.

Nestes casos, o investidor não recorre aos assessores de investimentos e nem lê notícias sobre o mercado financeiro, ficando para trás e correndo riscos de prejuízos.

A psicologia econômica estuda dois vieses importantes, a autoconfiança exagerada e a ilusão de controle, que explicam esse tipo de comportamento.

O principal efeito da soberba é que a pessoa pode não rever a própria carteira com o cuidado que deveria, por isso fica suscetível a erros.

Preguiça

A preguiça pode ser caracterizada como um estado de prostração, moleza ou desleixo.

A inércia e a preguiça atrapalham demais o investidor porque o impede de tomar atitudes quando o assunto é dinheiro.

Muitas vezes, a pessoa fica tão acomodada que acaba deixando o dinheiro parado, longe dos investimentos por pura preguiça.

Isso significa que ficar na zona de conforto da inércia e da poupança vai te impedir de investir em alternativas mais rentáveis.

Dá trabalho pesquisar, comparar as alternativas e de fato efetuar mudanças. Mesmo que elas sejam para melhorar o rendimento do seu dinheiro.

Quem sofre com a preguiça muitas vezes não monta nem mesmo uma reserva de emergência, que é aquele dinheiro de segurança que vai ajudar a cobrir imprevistos.


Inveja

Este é um dos pecados capitais mais comuns e conhecidos. Nada mais é do que o desejo exagerado por posses status, habilidades e tudo que outra pessoa tem.

No caso dos investimentos, é comum que alguns investidores fiquem de olho no que outras pessoas fazem ou recomendam, fazendo aplicações que não têm nada a ver com o seu perfil de investidor, ignorando possíveis riscos e desviando do objetivo final.

Que tal ao invés de sentir inveja, se inspirar em grandes investidores para aprender a investir melhor? 

Uma boa dica para quem quer investir em ações, por exemplo, é ler as 21 recomendações de livros do grande nome do value investing, Warren Buffett.

Conclusão

Agora, você conhece todos os 7 pecados capitais e como eles podem prejudicar a sua rentabilidade. Tenha cuidado ao investir.

Muitas vezes o lado psicológico e o equilíbrio emocional é mais importante do que a capacidade analítica sobre um investimento.

Isso significa que é muito mais importante ter autocontrole para não se levar por comportamentos ruins como os 7 pecados capitais e seus impulsos.

Ter sucesso nos investimentos não significa que o investidor precisa saber tudo sobre tudo. É muito mais uma questão de controle das emoções para evitar os 7 pecados capitais do investidor e fugir das ciladas.

Leia também estes outros artigos sobre o mercado financeiro do nosso blog:

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.