x
Guia de Investimentos

Onde Investir – Abril de 2020

Em março o ambiente para investimentos se tornou muito mais desafiador, com os mercados sendo obrigados a reconhecer que a crise causada pelo coronavírus será muito mais prolongada do que o que antes foi antecipado.

É importante ter em mente que ativos de risco antecipam os ciclos econômicos. Eles já sofreram perdas significativas antes de que sejam sentidos efeitos na economia através de dados econômicos ou resultados de empresas. Da mesma maneira, a recuperação dos mercados deve ocorrer antes da real recuperação. Cautela é muito importante nesse momento.

Principais fatos que influenciaram os investimentos

Radar XP do coronavírus

Ler relatório íntegra
Radar XP do coronavírus

Veja nossas carteiras recomendadas

Veja nossas carteiras recomendadas

Veja nossas recomendações para empresas

Veja nossas recomendações para empresas

Tempos de guerra: revisando o target da bolsa

Ler relatório íntegra
Tempos de guerra: revisando o target da bolsa

A Bolsa despencou: comprar agora ou aos poucos?

Ler relatório íntegra
A Bolsa despencou: comprar agora ou aos poucos?

A crise mais rápida da História

Ler relatório íntegra
A crise mais rápida da História

Acompanhe em uma só página os mapas interativos com a evolução do vírus, todas os nossos relatórios e notícias do Infomoney sobre o tema.

Revisamos o nosso target para o Ibovespa ao final de 2020 para 94.000 pontos, de 132.000 pontos anteriormente, dado o forte impacto nos lucros das empresas esperado nos próximos trimestres. Acreditamos a volatilidade seguirá elevada no mercado nos próximos meses.

Com a recente queda na bolsa devido ao Coronavírus e às condições econômicas globais é impossível não se perguntar: Será que é hora de comprar de uma vez ou devo ir aos poucos?

Para os investidores ávidos por renda variável a sugestão do time de alocação é: construa sua exposição gradualmente.

Veja mais no relatório!

O mundo nunca viveu uma crise tão rápida quanto essa. Os índices de Bolsa nunca haviam caído 30-40% em um período de apenas 2 semanas, como agora. Desde a volta do Carnaval até a quinta feira (12-Março), o Ibovespa caiu 36%, o EWZ (índice da bolsa brasileira em dólares) caiu 44% e o índice S&P500 americano acumulou queda de 27%.

 

Leia mais sobre isso nesse relatório!

Guia de investimentos

Em março o ambiente para investimentos se tornou muito mais desafiador, com os mercados sendo obrigados a reconhecer que a crise causada pelo coronavírus será muito mais prolongada do que o que antes foi antecipado. O Ibovespa sofreu a pior perda mensal de todo o século XXI, à medida que investidores tentavam prever os impactos e evitar os setores mais afetados.

É importante darmos destaque à todas as ações sendo implementadas por governos e bancos centrais ao redor do mundo. Com as experiências de 2008 ainda à flor da pelo, tomadores de decisão dessas instituições conseguiram ser muito ágeis, e focar sua atuação em medidas focadas nos sintomas econômicos do coronavírus. Os estímulos sendo aplicados ajudarão a economia mundial a evitar uma depressão, e a retomar o crescimento mais a frente.

É importante ter em mente que ativos de risco antecipam os ciclos econômicos. Eles já sofreram perdas significativas antes de que sejam sentidos efeitos na economia através de dados econômicos ou resultados de empresas. Da mesma maneira, a recuperação dos mercados deve ocorrer antes da real recuperação. Cautela é muito importante nesse momento, e estamos reforçando que as implementações de novos portfólios ou de aumentos de risco deve ser feita ao longo de 4 - 6 meses.

Toda crise cria uma série de oportunidades. Aos poucos, ajustaremos nossas carteiras recomendadas para nos aproveitarmos das que parecerem mais claras e/ou com assimetria mais favorável (altos retornos potenciais vs. perdas potenciais pequenas).
Última atualização: 31 de março de 2020