Entendendo a relação entre juros e preço dos títulos (marcação a mercado)

Entenda aqui como funciona a relação entre preço de títulos de renda fixa e a taxa de juros.

preço e juros

É provável que você já tenha lido que quando há queda na taxa de juros, o preço dos títulos sobe e vice-versa. O Tesouro Nacional comenta a dinâmica, que é aplicável também a ativos de crédito privado:

“Entre a data de compra e a de vencimento, o preço do título flutua em função das condições do mercado e das expectativas quanto ao comportamento das taxas de juros.”

Você entende o porquê? Vamos considerar os títulos públicos prefixados (Tesouro Prefixado 2025), por exemplo:

Os títulos são marcados a mercado, ou seja, diariamente refletem as condições às quais estão sendo negociados no mercado secundário. Títulos com vencimento mais longo são mais sensíveis a variações nas taxas de juros.

O preço do título é definido pelo valor futuro unitário (exemplo: R$1.000,00) trazido a valor presente.

Ou seja, para que no vencimento uma unidade do título esteja valendo R$1.000,00, rendendo à taxa de juros determinada, o preço hoje deve ser:

Sendo assim, se os juros aumentarem, o preço inicial será menor, para chegar a R$1.000,00 no vencimento.

No gráfico abaixo, usando como exemplo o título Tesouro Prefixado, com vencimento em 2025, é possível observar com clareza a relação inversa entre preço e juros:

Vale lembrar que a marcação a mercado serve para indicar o valor justo do título em caso de venda antecipada.

No caso de o investidor manter o título até o vencimento, o rendimento será aquele combinado no momento da compra.

Agora que já entende a dinâmica, comece a investir!

Veja mais

Compartilhar:


Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM