Recap Semanal (18/01): Intelligent Investor – Capítulo 20: Margem de Segurança

Sua análise semanal de mercado e impactos pelo time da XP Advisory



Benjamin Graham chamou a margem de segurança de um investimento de “o segredo de um investimento sólido” e “o conceito central de investimento”.  

A margem de segurança é, como ele diz, “o fio condutor que permeia toda a discussão anterior sobre política de investimento”.  

Margem de segurança é um conceito tão importante que ele dedicou ao tema um capítulo inteiro do seu livro Intelligent Investor. Conceito que vale relembrar, dado momento dos preços dos mercados atualmente.

O entendimento sobre margem de segurança é mais importante do que qualquer conta ou cálculo. Pois isso impactará diretamente nos retornos dos investimentos no longo prazo. Quanto maior a margem de segurança maior o retorno e menor o risco. A repetição dessa filosofia, de maneira disciplinada, aumenta muito os retornos e reduz as perdas nos momentos negativos.

A margem de segurança de um investimento é a diferença entre o preço que se paga e o valor real.  

O objetivo de um investidor inteligente é pagar o menor preço possível do valor real de um ativo. É uma arbitragem entre a discrepância entre preço e valor.

Quanto maior essa discrepância, maior  margem de manobra teremos para aturar condições exógenas desfavoráveis ao longo do caminho até a racionalidade prevalecer, preço convergir para o valor e, enfim, obtermos lucro.

A quantidade de segurança depende em grande parte do preço pago. Todo investimento tem um preço em que a margem de segurança seria suficiente para comprá-lo. Determinar qual é o preço que embute uma margem de segurança suficiente para a compra e ter a disciplina para esperar o momento certo é onde reside a dificuldade do investidor.

Além disso, quanto maior a margem o lucro se torna exponencialmente maior. Matemática simples, mas que é, frequentemente, esquecida. 

Se um investidor estimou o valor fundamental de uma ação em R$50 e comprou com uma margem de segurança de 20% (R$40), caso o preço atinja o valor por ele calculado, o retorno do investidor será de 25% (R$ 50 dividido por R$40).  No entanto, se ele comprar a ação com uma margem de 50% (R$ 25), o investidor terá um lucro de 100% (R$50 dividido por R$25).

Ben Graham comenta nesse capítulo outras importantes variáveis componentes da função da margem de segurança e erros a serem evitados. 

Os investidores tiram conclusões incorretas sobre os ganhos e a viabilidade de uma empresa por causa de alguns anos bons, o que acarreta num valor real inflado e, consequentemente, super estimando a margem de segurança. Um verdadeiro amortecedor de segurança requer que sejam feitas concessões adequadas para os ciclos econômicos e a possibilidade de a empresa não estar em ascensão permanente.

Engano comum dos investidores é extrapolar para o futuro os lucros e ambiente positivo recentes de curto prazo, projetando resultados futuros de empresas e performance dos mercados com taxas muito acima da média. Isso deixa pouco espaço para erros ou mudanças nas condições econômicas.  

A chave é exigir um buffer de segurança que seja grande o suficiente para prevalecer contra condições adversas. Isso serve não só para investimento em ações, mas todas classes de ativos.

Como nós repetidamente falamos, o futuro é imprevisível. Qualquer analista com algum conhecimento e trabalho consegue analisar o passado, mas nem o melhor analista é capaz de prever o futuro de forma consistente e precisa. A função de ter uma boa margem de segurança é tornar desnecessárias previsões precisas sobre o futuro. Em outras palavras, ter um buffer de segurança permite previsões imprecisas. E isso se encaixa perfeitamente para o atual momento. Tudo passa. Tanto o otimismo, quanto pessimismo. O futuro parece brilhante, mas muito desse otimismo já parece estar precificado e, consequentemente, a margem de segurança não nos parece grande suficiente para absorver surpresas  desfavoráveis quando algum pessimismo chegar. 

Private Investment Team

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.