Morning Call Private (03/08): Recalculando…

Veja a análise diária dos especialistas da XP Advisory



Terminado mais um mês calendário é válido desacelerar e aproveitar o momento para dar um refresh no GPS para atualizar todo caminho que percorremos até aqui e rever o trajeto futuro que pretendemos percorrer para frente. Importante revisar tudo que vem acontecendo na economia, nos mercados, nos valuations dos ativos e no comportamento dos agentes.

Imprescindível reconhecer o relevante movimento dos preços dos ativos desde o pior momento da crise. À grosso modo, os preços estão de 5% à 15% abaixo de antes da crise. Temos que ter consciência que grande parte da enorme margem de segurança que existia já não existe mais. Os preços estão bem mais justos e os ativos estão melhores precificados. Alguns podem dizer que estão justos, outros podem achar que estão precificados à perfeição. Mas não dá mais para dizer que estão muito baratos, nem ainda que estão extremamente caros, muito menos que já existem bolhas.

Mas o que justifica os agentes estarem se comportando de maneira tão otimista com o futuro e tomando risco de comprar ativos com cada vez menos margem de segurança? A resposta é o baixo custo do dinheiro e a perspectiva de recuperação da economia e das empresas ao longo dos próximos anos. Mas mais do que isso, existe a necessidade de se manter o poder de compra do patrimônio num ambiente cada vez mais desancorado.

Na semana passada vimos o Fed, principal banco central do planeta, reforçar o cenário de que fará tudo que for necessário e usará todas ferramentas que estiverem ao seu alcance para suportar e estimular a economia, fazendo ela recuperar o pleno emprego e estabilidade de preços. E nesse sentido o Fed é o líder dos bancos centrais. O que ele faz, os outros, ECB, BoE, BoJ, entre outros, acabam indo na mesma direção. Isso significa dizer que teremos taxas de juros zero ou negativa por alguns anos e também curva de juros futura, como a taxa de 10 anos dessas regiões, em zero ou negativa também por algum tempo.

Isso não quer dizer que não teremos incerteza ou volatilidade no percurso à frente. Muito pelo contrário. Teremos bumps e sustos, mas a direção será, muito provavelmente, de valorização dos preços dos ativos. Apesar do movimento já ocorrido até agora e dos valuations estarem mais justos, acreditamos que, dado o excesso de liquidez e o baixo custo do dinheiro, os preços dos ativos ficarão cada vez mais caros. Os agentes buscarão cada vez mais alternativas de reserva de valor além das moedas e dos títulos mais seguros. O alvo serão ativos de empresas, ativos fixos, commodities e outras alternativas de proteção contra o desbaseamento das moedas e das economias ao redor do mundo.

Em função disso, apesar de vermos obstáculos no percurso a frente, ao invés de tentar fazer timing, nossa estratégia tem sido de manter um portfólio bem diversificado por classes, estratégias, países e moedas e manter proteções nos mercados que acreditamos ter mais risco. Assim acreditamos ser a melhor forma de entregar um bom retorno ajustado pelo risco. Mais do que manter um portfólio “all weather”, também estamos buscando uma estratégia “all terrain”. Para se obter retorno, será inevitável tolerar alguns solavancos e buracos na pista.

Além de termos humildade e consciência da dificuldade de acertar o momento perfeito para aumentar ou reduzir posições, estamos vivendo um ambiente econômico e financeiro ultra expansionista, que permanecerá por muito tempo. Assim, acreditamos que temos que manter as velas levantadas, permanecendo com os portfólios bem alocados e aproveitar os ventos favoráveis até quando acreditarmos que, enfim, o ciclo se exauriu. Após recalcular rota, reafirmamos o que explicitamos semanas atrás em nosso roadmap, que estamos ainda no meio do percurso e ainda temos um bom caminho para evoluir, apesar da volatilidade e incerteza no caminho. Temos apenas que calibrar os riscos, diversificações e proteções para seguirmos em frente de forma segura.

Equipe XP Advisory

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.