Morning Call Private (11/08): Incerteza x imprevisibilidade

Veja a análise diária dos especialistas da XP Advisory



Uma das declarações mais comuns durante crises é que as perspectivas econômicas e os mercados se tornaram mais incertos do que antes.

De fato, estamos num ambiente mais desafiador. Mas, dado que o futuro é, inerentemente, impossível de ser previsto com qualquer nível de confiança, como o mercado agora é mais incerto?

O ambiente sem dúvida parece mais instável. Há uma série de imponderáveis ​​em torno da recuperação econômica, dos efeitos colaterais dos excessos de estímulos e endividamentos, relações geopolíticas e até sobre um potencial ambiente inflacionário ou deflacionário.

No entanto, antes de aceitarmos a ideia de “maior incerteza”, vale a pena entender o que, de fato, aconteceu para chegarmos a essa afirmação.

Na verdade, antes da crise, estávamos muito mais confiantes em prever o futuro. Mas os eventos inesperados mostraram que o nosso nível de confiança era exagerado.

Nunca tivemos capacidade de antever o futuro. Mas achávamos que tínhamos alguma capacidade. Nos auto-enganamos, nos convencemos a acreditar que por alguma mágica tínhamos alguma certeza sobre o futuro.

Quando dizemos que as coisas agora estão mais incertas, geralmente estamos sugerindo que algo mudou. O que significa dizer que o futuro se tornou mais difícil de prever e isso não é uma verdade. Antes ele era imprevisível e continua sendo.

Mas é importante distinguir duas coisas. A incerteza e a imprevisibilidade.

Maior incerteza significa que existe a possibilidade de ocorrer uma gama maior de distribuição de diferentes resultados. Quando discutimos uma maior incerteza após um determinado evento, geralmente nos concentramos em como o choque nos deixou mais vulneráveis ​​a eventos negativos futuros.

Após a crise, aumentou a probabilidade da ocorrência de diversos cenários desfavoráveis, que antes eram extremamente improváveis. Após a crise, a incerteza sobre os cenários futuros, de fato, mudou. Nossa certeza em prever o futuro, não.

Então, na verdade, temos que ter as duas coisas bem separadas na cabeça. Uma é a impossibilidade de prever o futuro e a outro é a percepção sobre as incertezas futuras.

A economia global não se tornou mais difícil de prever, mas as narrativas e histórias que usávamos antes não são mais válidas. Está mais difícil construir narrativas coerentes para contar uma história sobre o futuro e, nesse sentido, o mundo está mais incerto. Nunca sabemos o que vai acontecer amanhã, podemos apenas tentar construir um ou mais filmes que tenham probabilidades maior de acontecer. É com esse framework que estamos construindo nossos portfólios.

Equipe XP Advisory

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.