US Open 2020 – Números e a real chance da nova geração

O US Open de 2020 pode iniciar uma nova era de dominantes nos Grand Slams



Nas próximas duas semanas de 31 de agosto a 13 de setembro, acompanharemos o US Open, um dos maiores e mais importantes eventos de tênis do mundo, que está sendo jogado na “bolha” criada dentro do espetacular complexo da USTA (federação americana) em Nova York.  

Mesmo com uma pequena redução nos valores, ambas as chaves de simples e duplas masculino e feminino disputarão uma premiação milionária (veja no quadro abaixo). O torneio será jogado sem a presença de público devido a pandemia do coronavírus. Não há dúvidas que o silêncio da maior quadra central do circuito (a Arthur Ashe Stadium que comporta 24.500 pessoas) irá incomodar bem mais que o barulho e a energia que cativa os torcedores e os mais de 750 mil fãs que rodam pelo complexo nos 14 dias de jogos. Além disso, teremos a oportunidade de observar outro fato muito interessante que pode ser histórico: a real oportunidade para um jogador da nova geração de conquistar o título. 

Nova era

Dois dados impressionam e mostram como efetivamente o tênis masculino foi dominado nas últimas duas décadas:  

  1. Será a primeira vez desde 1999 que Roger Federer ou Rafael Nadal não participam de um mesmo evento de Grand Slam.  
  1. Nos últimos 15 anos (60 edições), apenas em uma única final de Grand Slam não vimos a presença de pelo menos um dos “Big 4” (Federer, Nadal, Djokovic e Murray). Esta final aconteceu justamente nas quadras do US Open no ano de 2014 entre Kei Nishikori e Marin Cilic.  

Não há dúvidas que as ausências destes dois mega campeões com 20 e 19 títulos de Grand Slam respectivamente deixam o sérvio N. 1 do mundo Novak Djokovic com 17 títulos ainda mais favorito, mas sem dúvida as portas para nova geração estão abertas.   

Muitos podem questionar a validade de um título de Grand Slam onde Roger e Rafa não participam. Na minha opinião este título tem o mesmo valor. A decisão de não jogar (do Nadal) e não poder jogar (do Federer que se recupera de uma cirurgia no joelho) não é culpa dos demais. Todos entram em condições semelhantes pois vem enfrentando dificuldades similares durante a quarentena. E chegou a hora de encarar as outras condições de possível falta de ritmo e da ausência de público como todos os demais.  

Apesar do gigante favoritismo do Djoko que já é tricampeão do US Open, chega ao evento invicto no ano e ainda irá jogar em seu piso favorito, sem dúvida esta é a maior oportunidade para as estrelas da nova geração mostrarem a sua cara e brilhem no maior palco do tênis mundial.  

Considero que o jogador mais bem preparado para assumir a responsabilidade é o austríaco Dominic Thiem, número 3 do mundo. Outros nomes que também têm chances de ganhar o evento são Danil Medvedev (finalista de 2019), Stephanos Tsitsipas (número 6) e Alex Zverev (número 7 do mundo). Correndo por fora e que também merecem atenção Matteo Berretini (semifinalista em 2019), Denis Shapovalov e Felix Auger-Aliassime.  

Opine: quem você acha que leva o US Open 2020? Quem será o grande destaque da nova geração?  

Premiação

Veja a premiação das chaves masculinas de feminina e duplas do US Open (valor em US Dólares):  

Obrigado, um abraço e até a próxima! 

Fabio Silberberg
Fundador e CEO da FABERG Tour Experience
www.faberg.com.br
@fabergtourexperience
@fabiosilberberg

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.