CRI MATEUS – FEV/2032

CRI MATEUS – FEV/2032

  • Vencimento 16/02/2032
  • Rentab. -
  • Liquidez -
  • Juros -
  • Rating AA(bra)
  • Risco (0 - 100) 40 Risco Alto

    A nova pontuação de risco leva em consideração critérios de risco, mercado e liquidez. Para saber mais, clique aqui.

  • Preço Unitário R$ 1.000,00

Análise do Emissor

Compartilhar:


Destaques positivos

  • Empresa bem capitalizada, com posição de caixa líquido (ou seja, o caixa excede as dívidas).
  • Setor defensivo e posição de liderança nos mercados de atuação, que garante melhores margens.

Pontos de atenção

  • Vigência dos incentivos fiscais atuais.
  • Plano de expansão para novas regiões com atuação de grandes players.
  • Fim do auxílio emergencial.

Quem é o Grupo Mateus?

O Grupo Mateus é uma rede varejista presente nas regiões Norte e Nordeste do Brasil, com forte concentração nos estados em que atua (principalmente Maranhão e Pará).

Suas principais frentes de atuação são: (i) Atacado, por meio do Armazém Mateus; (ii) Supermercado, sob o rótulo Supermercado Mateus; (iii) Eletrônicos – Eletro Mateus; (iv) Atacarejo: Mix Atacarejo; e (v) Lojas de Vizinhança, com a marca Camiño. A empresa adapta o mix de formatos de loja às necessidades de cada região.

Fonte: XP Investimentos, Grupo Mateus.

Principais fatores do crédito

Fonte: XP Investimentos, Grupo Mateus.

Durante o ano de 2020, o Grupo Mateus abriu 39 novas lojas e expandiu sua área de atuação para 13 novas cidades. Além disso, destaca-se o crescimento anual da métrica Vendas Mesmas Lojas (SSS) em 18,2%.

O avanço de seu plano de expansão, aliado ao bom desempenho das lojas maduras, foi responsável pelo sólido resultado reportado no ano. A empresa atingiu receita líquida de R$ 12,4 bilhões em 2020, avanço de 42,4% ao ano, e EBITDA ajustado de R$ 1 bilhão, 76,8% maior do que o apurado em 2019. A margem EBITDA subiu 1 ponto percentual, para 7,9%.

Dos R$ 592,5 milhões de endividamento bruto registrado ao fim de 2020, R$ 121,3 milhões foram decorrentes de empréstimos bancários e R$ 471,2 milhões, de debêntures. Em outubro de 2020, a rede de supermercados realizou sua abertura de capital na B3, levantando um total de R$ 4,6 bilhões. Como consequência da capitalização, o Grupo Mateus encerrou o exercício com posição de caixa líquido de R$ 1,5 bilhão, ante dívida líquida de R$ 487 milhões ao final de 2019.

As emissões da empresa possuem covenant de alavancagem (relação Dívida Líquida / EBITDA) de 2,5x. Antes do IPO, a companhia já apresentava histórico de baixa alavancagem, permanecendo na faixa de 0,9x a 1,2x nos anos de 2017 a 2019.

Para 2021, a empresa possui um plano de expansão que contempla a consolidação nos estados que já atua (Maranhão, Piauí e Pará) e o início das operações no estado do Ceará, com todos os canais de venda, o que deverá ser financiado pelos recursos levantados no IPO.

Pontos de atenção

Vigência dos incentivos fiscais atuais

Atualmente, os resultados operacionais do Grupo Mateus e de suas subsidiárias são positivamente influenciados por incentivos fiscais vigentes nos estados do Maranhão e do Piauí, que possuem datas de expiração e podem não ser renovados.

A não renovação dos incentivos após o vencimento ou se a lei aplicável for alterada causaria um efeito adverso relevante sobre os números financeiros da companhia.

Como exemplos de benefícios, é possível citar o crédito presumido em substituição à apuração normal nos estados do Maranhão e Piauí e redução da base de cálculo do ICMS no Maranhão.

Plano de expansão para novas regiões com atuação de grandes players

Com o plano de expansão no segmento de varejo alimentício, o Grupo Mateus passará a competir mais fortemente com uma série de grandes redes de atacado e supermercados, como o Carrefour e o GPA, os quais têm participação de mercado maior principalmente em capitais e grandes cidades.

Ressaltamos que o plano de expansão do conglomerado envolve a abertura de lojas em novas áreas de atuação, como o Ceará, que podem ser altamente competitivas. Sendo assim, a capacidade do conglomerado de ingressar em novas regiões com caráter competitivo acirrado e potencialmente sem subsídios e incentivos fiscais com êxito  depende de inúmeros fatores, muitos dos quais estão além do seu próprio controle.

Fim do auxílio emergencial

O setor de varejo é sensível a períodos de aquecimento econômico, que levam ao aumento de gastos no consumidor, e a períodos de recessão, que causam retração na demanda. A atual pandemia da covid-19 foi responsável por uma perda de poder aquisitivo da população em geral num primeiro momento, revertida com a promulgação do Auxílio Emergencial. A concentração das atividades do Grupo Mateus nas regiões Norte/Nordeste, com condições socioeconômicas mais frágeis, o tornam mais suscetível a esses impactos.

O benefício previu o repasse de 600 reais mensais a trabalhadores informais e de baixa renda e chegou ao fim, nessa modalidade, em dezembro de 2020. O auxílio foi retomado em abril de 2021, em novo molde, com valores entre 150 e 375 reais e será pago até junho deste ano.

Com a retomada do benefício em menores patamares e eventual fim do auxílio, supõe-se que o consumo possa diminuir e a economia seja afetada. Dado que a demanda do setor de varejo alimentício permaneceu aquecida em 2020, convém monitorar seu desempenho sem os efeitos do benefício.

Fonte

Grupo Mateus

Veja mais

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “XP”) tem caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como sendo material promocional, solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Os prazos, taxas e condições aqui contidas são meramente indicativas. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados.
Os instrumentos financeiros discutidos neste material podem não ser adequados para todos os investidores. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710.

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.