Recap Semanal (16/11): A hora da verdade

Sua análise semanal de mercado e impactos pelo time da XP Advisory



Todos sabemos que a situação fiscal brasileira é extremamente frágil. Virou lugar comum dizer que estamos à beira do abismo. Nós também temos essa visão, mas, o que ninguém ressalta é que essa situação não é irreversível.

Não cairemos no abismo involuntariamente. Se formos pelo caminho da insustentabilidade fiscal, será por decisão própria. As incertezas quanto à situação fiscal e seus impactos nos prêmios de risco dos ativos brasileiros são causadas, principalmente, por decisões políticas. 

Nessa linha, teremos nas próximas semanas, passadas as eleições municipais, a hora da verdade. Para começar, o mínimo que o governo deve garantir é a aprovação de um orçamento sustentável e crível para 2021.

Por enquanto, mesmo com a economia global encharcadas de liquidez e entrando num período de maior previsibilidade, a desconfiança com o Brasil prevalece.

O mercado continuará cobrando prêmio nos ativos brasileiros, enquanto o risco fiscal permanecer. A incerteza fiscal e a indefinição por parte do governo levam os investidores a buscarem proteções, adiarem decisões e evitarem o país. 

Enquanto o governo foge de tomar uma decisão difícil o país paga o preço. Moeda sub valorizada, curva de juros empinada,  bolsa under performando, inflação acima do esperado e incerteza quanto à sustentabilidade da recuperação são as consequências da falta de decisão firme do governo. Os sinais não têm sido bons.

Mas o país está diante de uma enorme oportunidade. Os indicadores econômicos estão surpreendo positivamente e o mundo nadará em liquidez e taxa de juros zero por vários anos à frente. 

A partir daqui, o desafio é sustentar esse crescimento num cenário sem auxílio emergencial em 2021 e barrar a perspectiva de um voo de galinha. 

Sem estímulos fiscais adicionais, o caminho para dar sustentabilidade ao crescimento viria com a aprovação das reformas e medidas que já estão no Congresso, criando um ambiente favorável para o crescimento via consumo e investimento privado. A economia teria que despoupar os auxílios emergenciais e deixar o setor privado liderar a continuidade da recuperação. Esse ambiente ajudaria a ancoragem da inflação e, consequentemente, o Banco Central a manter juros baixos por mais tempo, incentivando mais o crédito e o investimento.

Por outro lado, o caminho da extensão dos auxílios dá uma garantia de sustentabilidade do crescimento no curto prazo e alimenta a popularidade do governo, mas também pode desancorar a economia. Sem âncora fiscal, o câmbio poderá sofrer novas desvalorizações, pressionando a expectativa de inflação e contaminando a percepção de sustentabilidade da retomada. Sensação de voo de galinha adia investimento e consumo. Com desancoragem da inflação Banco Central tem q rever forward guidance e subir juros. Caímos no abismo.

Estamos num cenário binário. Chances parecidas para eventos de grandes variações de preços. O episódio com a decisão do caminho que iremos começa hoje. Abismo ou não. A hora da verdade. Qualquer um desses poderia ser o nome desse episódio, mas nessa série o Brasil é uma personagem previsível, não perde chance de perder chance.

Private Investment Team

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.