Recap Semanal (04/01): What time is it? It’s game time

Sua análise semanal de mercado e impactos pelo time da XP Advisory



Começamos mais um novo ano e os agentes e comitês de investimentos se reunirão para decidir a alocação para 2021.

Porém, como em um estado de guerra, na gestão de recursos pouco importam os períodos calendários. A análise tem que ser constante, dia ou noite, semana, mês ou ano. No limite, o calendário pouco deveria importar para nossa análise.

A qualquer momento pode acontecer um evento, a qualquer momento o cenário de pode ser alterado ou pode ser antecipado. Somos remunerados para nunca parar de analisar o horizonte prospectivo e para sempre nos preocupar com os riscos.

Estamos sempre e constantemente analisando os horizontes, sejam eles de 3, 6, 12 ou 24 meses. Pouco deveria importar se estamos em janeiro, julho ou dezembro. Mas, na prática, acaba importando.

Nesse sentido, nesse reinício de jogo os agentes mais lentos deverão recalibrar o nível de risco dos seus portfólios vis-à-vis as perspectivas para os próximos trimestres e só terão uma única alternativa: adicionar risco.

Essa adição de risco nos portfólios pode ter efeitos colaterais relevantes nos preços dos ativos. Vale repetir nossa visão que esse momento de recalibragem de portfólios, que se dá no início de ano, pode gerar uma grande demanda por ativos de risco e potencializar o movimento.

Mas, como o presente é o futuro hoje, uma parte do mercado, os agentes mais rápidos, já começou a antecipar esse movimento. Parte desse cenário de recuperação econômica mais forte, com vacinação em massa e muito estímulo, e um ambiente muito reflacionista ao longo desse novo ano já começou a ser embutida nos preços em dezembro.

Nesse sentido, parece que o botão de fast forward já foi apertado.

Todavia, muita coisa que agora achamos cara ficará ainda mais cara. Mas, mesmo assim, será difícil ficar de fora. A música continuará tocando e a festa rolando. Veremos excessos e até bolhas em alguns ativos, setores ou países ao longo do ano.

A decisão sobre o fim da festa estará nas mãos do Federal Reserve.

Como sabemos razoavelmente bem a função de reação da política monetária do Fed, quais as regras, variáveis, modelos e metas do banco central americano, nos esforçaremos para, disciplinadamente, sair da festa antes dele decidir desligar a música. Afinal, a porta de saída será pequena para tanta gente.

Ainda é cedo, ainda tem muito jogo pela frente, mas já estamos debatendo o que podemos fazer para nos proteger no momento de reversão dos atuais excessos. Enquanto isso, vamos aproveitar os ventos a favor. Afinal, como diria o Bulls de Jordan, it’s game time!

Private Investment Team

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.