XP Expert

Votação da PEC dos Precatórios e PIB do 3º Tri no Brasil; Reunião da OPEP+ em Viena

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA -1,1% | 100.775 Pontos

CÂMBIO +1,0% | 5,68/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Começando o dia no campo positivo e terminando no campo negativo (-1,10%), o Ibovespa encerrou o dia de ontem de volta ao patamar de 100 mil pontos (100.775) refletindo novo discurso do presidente do Fed, Jerome Powell, sobre a possibilidade de retirar os estímulos monetários dos EUA antes do previsto, além das contínuas incertezas em torno dos impactos da nova variante da Covid-19 (ômicron) sobre a economia e também a expectativa do mercado sobre o desfecho da tramitação da PEC dos Precatórios no Senado. O dólar encerrou em alta, fechando a R$5,68, enquanto as taxas futuras de juros fecharam o dia de ontem sem direção única, com as taxas curtas em baixa e as longas em alta. DI jan/22 fechou em 8,80%; DI jan/24 encerrou em 11,63%; DI jan/26 foi para 11,40%; e DI jan/28 fechou em 11,47%.

No Brasil, no que diz respeito à agenda de indicadores, as atenções estarão voltadas para a divulgação do PIB do 3º trimestre de 2021. A mediana das projeções de mercado aponta para estabilidade na margem em comparação ao 2º trimestre e elevação de 4,3% na comparação anual. No campo político, destaque para a votação da PEC dos Precatórios e da Medida Provisória do Auxílio Brasil no Plenário do Senado Federal. 

Os mercados globais amanhecem mistos com EUA em alta +0,6% e Europa em queda de-1,2% ainda reverberando a descoberta do primeiro caso da variante ômicron nos EUA. Ações relacionadas a turismo, como companhias de cruzeiros e aéreas, encerraram o dia de ontem em forte queda. A OMS afirmou que as hospitalizações na África do Sul vêm aumentando, mas que ainda é cedo para afirmar se a nova variante é o catalisador destes novos casos mais severos. Na China a bolsa encerra no positivo (+0,3%), indo na contramão dos mercados globais, com o anúncio da reabertura das fronteiras entre o país e Hong Kong, sinalizando flexibilização de sua política de zero Covid. O petróleo amanhece em alta (+2,2%) à medida que investidores aguardam a reunião da OPEP+ (Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados), que começa hoje em Viena, e poderá definir sobre a desaceleração da produção da commodity para conter um possível excesso de oferta caso o avanço dos novos casos de COVID-19 cause novas paralisações globais.

A atividade econômica dos Estados Unidos mostra resultados bastante sólidos no 4º trimestre. Dados de criação de empregos no setor privado e sondagens industriais, publicados ontem, reforçaram esse cenário. Na mesma linha, o Livro Bege (relatório do Federal Reserve que aborda qualitativamente as condições econômicas em 12 distritos) trouxe perspectivas favoráveis para a maioria das regiões do país. Enquanto isso, o índice de preços ao produtor (PPI) da zona do euro exibiu forte elevação de 5,4% entre setembro e outubro, muito acima do consenso de mercado (3,5%), com destaque ao salto nos preços de energia. Com isso, a inflação ao produtor atingiu 21,9% em 12 meses (ante expectativa de 19,0%).

Na pauta ESG do Brasil, a B3 divulgou ontem a prévia da carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) para 2022, a primeira que leva em conta a nova metodologia, formulada para aumentar a credibilidade do índice. De um total de 48 papéis na carteira atual, foram excluídas 17 ações – dentre as quais os frigoríficos Marfrig e Minerva (a JBS já não integrava a carteira), a Petrobras, as elétricas Eletrobrás, Engie e Neoenergia, e também a atacadista Assaí – e incluídas outras 3 – a farmacêutica RD, a Rumo e a petroquímica Braskem, com então 34 empresas selecionadas para compor o índice, que agora será mais enxuto.  

Tópicos do dia

Economia

  1. Atividade econômica dos Estados Unidos ganha tração; no Brasil, atenções voltadas para o PIB do 3º trimestre

Política

  1. Com calendário apertado, senadores americanos buscam acordo para evitar shutdown

Empresas

  1. Aura Minerals (AURA33): Anúncio de dividendos e novo programa de recompra de ações
  2. Pague Menos (PGMN3): Anúncio de recompra de ações
  3. Principais notícias dos setores

Mercados

  1. Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Nasdaq + Amazon AWS

ESG

  1. B3 divulga prévia da nova carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) | Café com ESG, 02/12


Veja todos os detalhes

Economia

Atividade econômica dos Estados Unidos ganha tração; no Brasil, atenções voltadas para o PIB do 3º trimestre

  • Segundo o relatório nacional de emprego da ADP, o setor privado dos Estados Unidos gerou 534 mil vagas em novembro, resultado acima das expectativas do mercado (506 mil). Em relação aos dados desagregados, a categoria de “Hotelaria e Lazer” foi o destaque positivo ao adicionar 136 mil ocupações em termos líquidos – inclui restaurantes, bares, hotéis e negócios correlatos. As categorias de “Serviços Profissionais e Empresariais” (110 mil), “Comércio, Transporte e Serviços Públicos” (78 mil) e “Serviços de Educação e Saúde” (55 mil) também registraram resultados sólidos no mês passado. Em linhas gerais, as companhias americanas vêm criando empregos de forma consistente no período recente, a despeito do aumento da inflação e das preocupações com a pandemia. Em média, houve geração líquida de 543 mil vagas no setor privado entre setembro e novembro. Na agenda econômica de hoje, destaque para a publicação dos pedidos iniciais de seguro-desemprego nos Estados Unidos na semana encerrada em 27/11 (consenso: 240 mil; anterior: 199 mil). Porém, a principal divulgação sobre o mercado de trabalho na maior economia do mundo ocorrerá amanhã (03), com os resultados do Relatório de Emprego (Nonfarm Payroll) referente a novembro. O mercado espera criação líquida de aproximadamente 575 mil postos, após o registro de 531 mil novas ocupações em outubro;
  • O índice de atividade manufatureira nos Estados Unidos divulgado pelo ISM (The Institute for Supply Management) subiu de 60,8 para 61,1 entre outubro e novembro, em linha com as expectativas do mercado. Leituras acima de 50 indicam expansão do setor industrial. O componente de “entregas dos fornecedores” da pesquisa recuou de 75,6 para 72,2 no mesmo período (resultados acima de 50 maior tempo de espera pelos insumos). Por sua vez, o subíndice de “preços pagos ao produtor” continuou em patamar bastante elevado, apesar do recuo de 85,7 em outubro para 82,4 em novembro. Em resumo, a demanda por bens industriais permanece sólida, enquanto as fábricas seguem encarando escassez de matérias-primas e trabalho, o que mantém a pressão de alta sobre a inflação;
  • Ainda sobre a economia dos Estados Unidos, destaque ontem para a publicação do Livro Bege (relatório do Federal Reserve, banco central americano, que aborda qualitativamente as condições econômicas em 12 distritos). De acordo com o documento, a atividade econômica expandiu a um ritmo modesto a moderado na maioria das regiões entre outubro e início de novembro. Apesar da demanda robusta, vários distritos notaram que o crescimento tem sido limitado pelas interrupções nas cadeias de suprimentos e dificuldades no preenchimento de vagas de trabalho. Os setores de “Energia”, “Atividades Imobiliárias Não-Residenciais” e “Lazer e Hospitalidade” foram os destaques positivos no período, como reflexo da menor propagação da variante Delta do coronavírus. As perspectivas para a atividade econômica permaneceram favoráveis na maioria das regiões. Além disso, o Livro Bege trouxe alguns comentários anedóticos um pouco mais otimistas sobre a dinâmica dos preços, tais como: “a maior disponibilidade de alguns insumos, notadamente semicondutores e certos produtos de aço, levou ao alívio de algumas pressões de custos” (tradução própria);
  • Enquanto isso, o índice de preços ao produtor (PPI) da zona do euro exibiu forte elevação de 5,4% entre setembro e outubro, resultado muito acima do consenso de mercado (3,5%), conforme divulgado nesta manhã pela agência oficial de estatísticas Eurostat. Destaque para os preços de energia, que saltaram 16,8% na comparação mensal. No acumulado em 12 meses, a inflação ao produtor atingiu 21,9% (ante expectativa de 19,0%), alimentando as preocupações sobre a persistência da pressão sobre os preços;
  • No Brasil, atenções voltadas para a divulgação do PIB do 3º trimestre. Estimamos que o PIB total tenha ficado estável na comparação com o 2º trimestre, já descontados os efeitos sazonais, após crescimento significativo no 1º trimestre e ligeira queda no 2º trimestre. Em relação ao 3º trimestre de 2020, esperamos elevação de 4,2%. A mediana das projeções de mercado também aponta para estabilidade na margem, e elevação de 4,3% na comparação anual. Pelo lado da Oferta, o aumento expressivo do PIB de Serviços deve ter compensado o desempenho frágil do PIB da Indústria e do PIB da Agropecuária. Pelo lado da Demanda, por sua vez, a recuperação do Consumo deve ter contrabalançado a contração dos Investimentos e a contribuição líquida negativa do Setor Externo. Nossa projeção atual de crescimento de 5% para o PIB de 2021 tem viés de baixa.

Política

Com calendário apertado, senadores americanos buscam acordo para evitar shutdown

  • No Senado americano, tentativa de acelerar o andamento do projeto de orçamento para Defesa foi rejeitada devido à resistência de um parlamentar. O tema foi bloqueado pelo senador Marco Rubio (Partido Republicano), que busca aprovar emenda que bloquearia importações da região de Xiangjing, China. Sendo assim, o projeto continua travando a agenda da Casa;
  • Em paralelo, os senadores buscam acordo para nova extensão do orçamento para entes públicos, o que evitaria um shutdown no fim desta sexta-feira (3). Vale mencionar que, devido ao calendário apertado, a votação irá requerir apoio unanime dos senadores. A expectativa é que não haja impedimentos uma vez que o acordo seja alcançado, no entanto, conforme visto na votação do pacote de Defesa, esses não podem ser descartados.

Empresas

Aura Minerals (AURA33): Anúncio de dividendos e novo programa de recompra de ações

  • Em fato relevante publicado ontem (1), a Aura anunciou a aprovação do pagamento de dividendo de US$0,35 por ação (R$1,97 por BDR¹, yield de 4,5%), totalizando aproximadamente US$25,4 milhões. A Aura já distribuiu US$ 60 milhões em abril deste ano, portanto somando US$ 85 milhões em 2021;
  • Os detentores de AURA33 deverão receber o pagamento dos dividendos até 23 de dezembro de 2021 (data ex em 10 de dezembro), em valor correspondente em moeda corrente nacional, com base na taxa de câmbio na data de pagamento. Os dividendos não estão sujeitos a retenção de impostos na fonte no momento do pagamento pela Companhia;
  • Além disso, a Aura também anunciou a intenção de lançar um programa de recompra de seus BDRs. De acordo com o Programa de Recompra de BDR, a Companhia poderá comprar periodicamente por 12 meses até um total de 2.677.611 BDRs, representando 10% dos títulos em circulação a partir de 18 de novembro de 2021.

Pague Menos (PGMN3): Anúncio de recompra de ações

  • Ontem, a Pague Menos anunciou a aprovação do programa de recompra de ações, com duração de até três meses, até 01 de março de 2022;
  • O número máximo de ações a serem adquiridas será de até 2 milhões de ações, o que representa 1,27% das ações atualmente em circulação;
  • Mantemos nossa recomendação de Compra e preço-alvo de R$15,0/ação para o final de 2022.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Financeiro, Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.), Agro, Alimentos e Bebidas e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Notícias Diárias do Setor Financeiro
    • Santander e BB continuarão a compor carteira do índice de sustentabilidade da B3. (Valor);
    • Modal compra startup de seguros e fortalece seu banking as a service. (Brazil Journal);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo
    • Na crise, informal busca ‘made in China’ on-line. (Valor);
    • Conveniência supera preço na preferência do consumidor na Black Friday (Mercado&Consumo);
    • Shopee supera Alibaba em visitas ao site no Brasil (Valor);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias
    • ‘Fator China’ ainda pesa, e exportações de carne bovina caem 49% (Valor);
    • O churrasco brasileiro volta à NYSE (Brazil Journal);
    • McDonald’s Struggles to Fix Its Massive Methane Problem (Bloomberg);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • Luz deve subir 19% em 2022, diz levantamento; seca é maior responsável. (IstoÉ);
    • Petróleo mantém volatilidade à espera da Opep+. (Valor Econômico);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Mercados

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Nasdaq + Amazon AWS

  • TikTok lança novas ferramentas de monetização para criadores de conteúdo em sua plataforma;
  • Nasdaq planeja transferir suas operações para os sistemas de nuvem da Amazon;
  • Square decide mudar seu nome para Block, refletindo o interesse da empresa em criptomoedas e na tecnologia blockchain;
  • Vendas da Black Friday nos Estados Unidos sofrem queda pela primeira vez na década;
  • Acesse aqui o relatório internacional.

ESG

B3 divulga prévia da nova carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) | Café com ESG, 02/12

  • O mercado encerrou o pregão de ontem em território negativo, com o Ibov e o ISE em queda de -1,1% e -0,7%, respectivamente;
  • No Brasil, a B3 divulgou ontem a prévia da carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) para 2022, a primeira que leva em conta a nova metodologia, formulada para aumentar a credibilidade do índice. De um total de 48 papéis na carteira atual, foram excluídas 17 ações – dentre as quais os frigoríficos Marfrig e Minerva (a JBS já não integrava a carteira), a Petrobras, as elétricas Eletrobrás, Engie e Neoenergia, e também a atacadista Assaí – e incluídas outras 3 – a farmacêutica RD, a Rumo e a petroquímica Braskem, com então 34 empresas selecionadas para compor o índice, que agora será mais enxuto;
  • No internacional, (i) a União Europeia elaborou um rascunho de documento afirmando que planeja capturar 5 milhões de toneladas de dióxido de carbono da atmosfera a cada ano até 2030 por meio de tecnologias, e criar um sistema próprio para certificar remoções de carbono; e (ii) a ExxonMobil ampliou suas metas de redução da quantidade de CO2 liberado em cada barril de petróleo que produz, aplicando-as em todas as suas operações, mas evitou os cortes mais profundos nas emissões endossados por companhias de petróleo concorrentes da Europa. Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.