Mundo em 60 segundos: A nova Grande Depressão?

Panorama semanal, análises de cenário internacional e ações globais


Compartilhar:


A perda de US$ 9tri no PIB global nos próximos 2 anos, e a ameaça de uma nova Grande Depressão (segundo James Bullard do Fed), mescla as barreiras entre política fiscal (governos) e monetária (bancos centrais) tão prezada nas economias modernas. Como? Governos emitem dívida, bancos centrais compram dívida. Quanto? Até o momento, US$ 16tri.

Bull market ou bull trap? Uma coisa é certa: os estímulos apoiaram a bolsa e, até o momento, evitou-se um cenário como o de 2008. 2020: ações globais perderam US$ 28tri em 2 meses, e recuperaram 50% nos 2 meses seguintes. 2008: Perda de US$ 37tri em 17 longos meses, e a recuperação completa demorou 62 meses.

Mas não paramos por aqui. Depois de bilhões e bilhões e bilhões de dólares para salvar a economia, é a vez dos Democratas estamparem seus rostos nos cheques antes das eleições, pedindo mais US$ 3tri em um pacote que inclui até incentivos para cannabis e artistas.

Powell, presidente do Fed, fala na necessidade de mais estímulos e em um cenário de danos duradouros. Enquanto isso, o Fed contratou a BlackRock para gerir compras do Fed nos próprios ETFs da BlackRock (?).

Liquidez > lucros: A injeção de capital ofuscou incertezas econômicas, mostrando que a liquidez é mais capaz de mover os mercados do que as expectativas de lucro. Em março e abril, o Fed criou US$ 1tri, elevando o S&P 500 de 2.200 para 2.900. Para frente, sem novas rodadas, o risco/retorno para ações fica pior.

Gestores de sucesso: Senadores americanos costumam acertar as suas operações em bolsa. Como mostra o gráfico, em média, os senadores se antecipam aos grandes movimentos. O que a forte venda recente, observada no gráfico abaixo, indicaria? Que esperam que a bolsa caia.

Gastos governamentais nos EUA (como % do PIB) deverão subir de 20% para 34% em 2020. Segundo valor mais alto já registrado desde 1900, perdendo apenas para a Segunda Guerra (42%). Em 2008, os gastos subiram de 20% para 24%, “apenas”.

Quem financia o setor público? O setor privado, numa década em que veremos aumento de impostos, taxas, regulação e redistribuição de riquezas.

Falando no setor privado… A temporada de resultados 1T20 vai chegando ao fim. Nos EUA, 92% das empresas do S&P 500 já reportaram e os lucros vieram 1% maiores que as (baixas) expectativas. Tecnologia e saúde puxaram os lucros para cima, batendo expectativas em ~8%, enquanto setores de energia e financeiro contraíram lucros em média 35%.

Disney se prepara para reabertura do Disney Springs, Twitter anunciou home office permanente e Google e Facebook vão na mesma direção = negativo para imóveis comerciais.

Guerra comercial EUA e China = disputa pela hegemonia tecnológica. Quem é a Tencent? Gigante de tecnologia chinesa. Qualquer semelhança é mera coincidência: aplicativos como WeChat (WhatsApp), Qzone (Facebook), Tencent Video (YouTube), Tencent Music (Spotify) e Tencent Pictures (Netflix).

Está ruim para todos:PIB do Reino Unido encolheu 2% no 1T e deve contrair 25% no 2T, pior crescimento em 3 séculos. Onde investir? Marte?

Elon Musk segue o plano de colonizar Marte, e de transformar em elétricos todos os 1,4 bilhões de automóveis do planeta Terra. O CEO da Tesla, e dono da nave SN4 Starship da imagem abaixo, também reabriu sua Gigafábrica na Califórnia, desafiando quarentena do município de Alameda. A abertura era ilegal, mas a ameaça de migrar operações para o Texas, transferindo 21 mil empregos e US$ 5bi em impostos, fizeram o município recuar. A ação da Tesla sobe 400% (em reais) em 12 meses.

conteudos.xpi.com.br/internacional

@ggiserman

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM