China: A superpotência emergente

Entenda porque a China não pode passar despercebida aos olhos do investidor.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

*Conteúdo atualizado em setembro/2021

Lar de 1/5 da população global, a China surpreende em diversos aspectos. Seja por sua história milenar, que tem seus primeiros documentos escritos datados de 1.300 a.C., ou por seus feitos modernos colossais, a China desperta curiosidade e pouco se estuda sobre o país no ocidente.

Royalty-Free photo: Terracotta Army China | PickPik
Exército de Terracota, escultura representa o exército do primeiro imperador chinês

A China ocupou, durante sua história, territórios de proporções continentais e foi construída sobre sucessões dinásticas durante milênios, desenvolvendo sistemas burocráticos que permitiram seus reis e imperadores a conquista, expansão e governabilidade de suas regiões. Hoje, o país possui o 3º maior território do planeta, atrás apenas da Rússia e do Canadá, e conta com 1,4 bilhão de habitantes, ocupando o 1º lugar no ranking populacional. Para se ter uma ideia, há quase 2x mais pessoas na China do que no continente europeu, e 4x mais do que nos EUA.

Shanghai, China

Com a economia não poderia ser diferente. A China é a segunda maior economia do mundo (PIB de US$ 14 tri) e aproxima-se rapidamente dos EUA (US$ 21 tri) com seu crescimento de 9% a.a. nas últimas 2 décadas contra apenas 2% a.a. do PIB (real) americano. Ainda classificada como país emergente, a China desafia o status quo e investe agressivamente para tornar-se a maior superpotência global, buscando ultrapassar a hegemonia tecnológica e geopolítica dos EUA. E é neste contexto de longo prazo que o investidor deve observar com atenção as oportunidades no país.

Abaixo, uma lista de fatores que transformarão a China em uma superpotência:

  • O PIB per capita aumentou 26x desde 1984 e a fatia do PIB global, que era de apenas 2% na época passou para 22%
  • A pobreza foi reduzida de 88% da população para menos de 1% e a expectativa de vida aumentou 10 anos, em média
  • Nos últimos 10 anos, o mercado de ações chinês quadruplicou de tamanho em termos de capitalização enquanto o mercado de títulos de dívida multiplicou por 7x. Hoje, ambos são, em suas respectivas categorias, o 2º maior mercado do mundo
Fonte: Bloomberg, XP Investimentos. Atualizado em março/2021.
  • Além do crescimento dos mercados, também aumentou a participação dos investidores estrangeiros, que possuiam apenas US$ 3bi em títulos de dívida na China e hoje possuem US$ 360bi
  • 1º lugar em investimento de venture capital em fintechs, superando os EUA e Alemanha somados;
  • 2º lugar em investimento de venture capital em direção autônoma, realidade virtual e tecnologia da educação;
  • 3º lugar em investimento de venture capital em inteligência artificial e o país está numa corrida para atingir o primeiro colocado em todos estes segmentos
  • Enquanto os EUA produzem 48% dos unicórnios (startups que chegam ao valor de U$ 1bi) do planeta, a China já atinge 35% do total;
  • Se contabilizarmos o valor de mercado destes unicórnios, a representatividade dos EUA e da China praticamente se iguala em, aproximadamente, 45% do total global;
  • Estimativas indicam que o mercado acionário chinês será maior que o americano em 2030
  • A China é um país mais focado na economia doméstica (85% das receitas) que os EUA e Europa, que possuem 30% e 45% do faturamento com origem estrangeira, respectivamente
  • Onde há ineficiências, há oportunidades: Desde 2005, os lucros das empresas chinesas cresceu 12% a.a., superando o crescimento de 6% a.a. nos EUA e 2% a.a. na Europa
  • Veja o desempenho nos últimos 15 anos de uma carteira composta por 50% China e 50% Taiwan. Vale lembrar que o índice de Taiwan inclui as principais produtoras de semicondutores do planeta, atendendo clientes como AMD e NVIDIA, com fábricas na China e nos EUA
Fonte: Bloomberg, XP Investimentos. Atualizado em maio/2021.

E daqui para frente?

A China, portanto, se tornou uma gigante e a combinação de fatores, como investimentos agressivos em educação, tecnologia, infraestrutura e mercado de capitais tornam o país um centro de geração de crescimento e de oportunidades. O país emergente, que busca se consolidar como a nova superpotência global, enfrentará uma série de desafios políticos e econômicos pela frente, mas o passado recente nos leva a crer que a sua capacidade de execução não pode ser subestimada.


Saiba como acessar o retorno de mercados asiáticos:

A Grande Muralha da China. Extensão: 21,2 mil km
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.